24.10.20

Resenha: Graffiti Moon - Cath Crowley


A HISTÓRIA

Lucy só tem um desejo para sua última noite de ensino médio. Ela quer encontrar Sombra, o misterioso graffiteiro cujas obras colorem e encantam muros por toda a cidade. Lucy tem certeza que Sombra é como ela, sensível, apaixonando por arte e romântico. Na cabeça da garota, eles são o casal perfeito e ela está determinada a encontrá-lo.

Mas tudo que Ed não quer é que saibam que ele é o Sombra. Até porque ele tem maiores preocupações atualmente. Desempregado, com o aluguel perto de vencer e ainda de luto por seu amigo e mentor, Ed está prestes a cometer um crime. Ele pode ser um artista atormentado, mas não do jeito romântico que Lucy espera. 

15.10.20

Resenha: Entre o Certo e o Errado - Leddy Harper


A HISTÓRIA

Pela primeira vez na vida, Mercy Right não pensa demais e resolve surpreender o noivo indo visitá-lo antes do esperado. Mas ela é quem fica de queixo caído quando o vê com outra mulher em um bar. Sem ter para onde ir e de coração partido, Mercy faz mais uma loucura e aceita ajuda de um belo estranho tatuado.

Brogan Daniels, apelidado de Wrong na infância, tem só cara de mau. O famoso tatuador é na verdade um cara gentil que conhece bem a dor de ser traído. Mas quando Mercy acaba se hospedando com Brogan por uma semana, mais do que entendimento surge entre eles. 

O casal é arrebatado por uma atração inexplicável, assim como uma conexão psicológica impossível de colocar em palavras. Em um semana, Brogan está convencido de que são almas gêmeas e empenhado em fazer Mercy acreditar no mesmo. Só que será que isso é o suficiente para mantê-los juntos mesmo depois de fugirem para se casar?

VALE A PENA LER?

Entre o Certo e o Errado tem uma premissa inusitada e cativante, com um apaixonante mocinho tatuador e trama com casamento em uma semana.

Os primeiros 30% da leitura são hilários e intrigantes, fiquei vidrada para saber se os protagonistas iam cometer mesmo a loucura de se casar. Contudo, após esses 30%, a charmosa história maluquinha se torna inacreditável e dramática como uma novela mexicana ruim.

A escrita a autora por si só é pouco crível, com reflexões profundas e declarações apaixonadas a cada poucas páginas e falas que jamais saíram da boca de um ser humano de verdade. Dividida entre Mercy e Brogan, a narrativa em primeira pessoa nos dá uma visão ampla da história, mas também um mergulho profundo e desnecessário nos pensamentos repetitivos e melodramático dos protagonistas.

Mercy e Brogan são verdadeiras bolas de cristal. A cada mínimo empecilho eles entram em crise como se o mundo inteiro estivesse em chamas. Também não me convenci com o amor instantâneo dos dois. Toda a teoria de "almas gêmeas destinadas a se encontrar" que a autora usa para justificar o relacionamento dos dois é boba demais.

Infelizmente, Entre o Certo e o Errado foi uma grande decepção. A trama tinha bastante potencial e começou bem, mas se perdeu em um romance absurdo e meloso que mais entedia do que cativa. Infelizmente, não gostei da leitura, mas daria outra chance para a autora.


Título: Entre o Certo e o Errado
Título original: The Reality of Wright and Wrong
Autora: Leddy Harper
Tradutora: Bianca Carvalho
Editora: Cherish Books Br
ASIN: B0821PM5PL
Ano: 2019
Páginas: 353
Encontre o livro: Skoob - Goodreads
Compre: Amazon

12.10.20

Resenha: Recursos Desumanos - Pierre Lemaitre


A HISTÓRIA

Aos 57 anos, o francês Alain Delambre esperava mais de sua vida. Por anos ele foi um importante diretor executivo de Recursos Humanos, mas agora precisa se contentar com bicos e o salário da esposa para se sustentar.

Há 6 anos desempregado, Alain achava que já tinha perdido todo o seu orgulho, mas quando leva literalmente um pé na bunda do chefe, percebe que pode cair ainda mais. Então, quando ele passa em uma seleção para um cargo executivo, Alain sabe que faria qualquer coisa para conseguir o emprego. Qualquer coisa mesmo.

Por ele nem questiona quando lhe informam que a parte final da seleção é conduzir um falso sequestro que avaliará a lealdade dos executivos de uma das maiores empresas da Europa. Querendo passar a frente dos outros candidatos, Alain gasta tudo o que tem e arrisca até mesmo o respeito de sua família para se preparar. 

10.10.20

Resenha: Poderoso Destino - J. Marquesi


A HISTÓRIA 

O jovem Conde de Hawkstone e sua família foram publicamente humilhados após perderem sua fortuna. Mas, para Hawk, pior que a vergonha e a decepção da mãe e das irmãs, foi perder sua noiva Lady Gwendoline.

Ele não a amava... ainda. Gwen é a moça perfeita para ser sua condessa e Hawk sabia que com os anos passaria a apreciá-la muito além de sua beleza e modos impecáveis. Mas o pai da moça rapidamente o dispensa quando fica claro que Hawk não tem um centavo no bolso.

A salvação do Conde vem na forma de Joaquim, primo português de Hawk, e uma proposta de investimento no café brasileiro. Hawk vende tudo o que pode e até chantageia amigos para levantar fundos para trabalhar com Joaquim.

E seus reforços são recompensados. Em poucos anos Hawk refaz sua fortuna e prestígio social. E, quando está perto de arrebatar Gwen novamente, os negócios o convocam ao Brasil. 

Em um país tão diferente do seu, marcado pela riqueza dos Barões do café e a crueldade da escravidão, Hawk conhece uma mulher que mudará sua vida. Ela não fala a língua dele, que não sabe sua verdadeira identidade, mas eles se conectam muito além da atração física. Parece que o casal estava destinado a se encontrar, mas será que isso significa que terão um final feliz?

VALE A PENA LER?

Eu estava animada para ler Poderoso Destino, afinal, não é todo dia que vemos um romance de época que retrata tanto a Inglaterra vitoriana quanto o Brasil Império. O começo da leitura foi bem vagaroso. A narrativa da autora é boa, mas se perde muito nos pensamentos ou histórias passadas e secundárias dos personagens em certos momentos. 

Contudo, quando finalmente vemos o Brasil, Poderoso Destino fica viciante. J. Marquesi claramente fez uma pesquisa extensa sobre a época e conseguiu retratar a realidade do país sem deixar o livro chato ou didático, mas também sem tirar partes essenciais, como a sofrida vida dos escravizados.

Em relação ao romance, Poderoso Destino não decepciona com um casal cheio de paixão. Inclusive, li esse livro em uma leitura conjunta com outras pessoas, que apontaram o quanto foi inusitado e, para algumas, desagradável, o fato da autora usar linguagem bastante explícita nas cenas de sexo.

Contudo, o livro não se resume a isso e traz uma história com boas reviravoltas e, da metade para o final, um ritmo bem gostoso. Apesar de ter achado o mocinho sem personalidade, amei a força e coragem da mocinha desde o início, mesmo que suas reações aos acontecimentos serem sempre exageradas.

Poderoso Destino não foi uma leitura rápida, mas após um início lento, me cativou bastante. É um romance único que, mesmo não sendo perfeito, agrada tanto fãs do gênero quanto quem está começando a ler romances de época. Gostei muito da obra e fiquei curiosa para ler mais da autora.

Título: Poderoso Destino
Autora: J. Marquesi
Editora: Astral Cultural
ISBN: 9788582469712
Ano: 2019
Páginas: 300
Compre: Amazon
Encontre o livro: Skoob - Goodreads

3.10.20

Livros e séries favoritas de Setembro


Se Agosto parece que dura para sempre, Setembro é duas vez mais demorado! Sinto que já passaram anos e não só pouco mais de trinta dias desde a última vez que vim falar sobre as minhas leituras. Mas o último mês foi o caos! Fiquei lidando com tanta coisa da faculdade que não parei para respirar, e nem para postar aqui, muitas vezes.

Fazendo as minhas já clássicas mini-maratonas de leitura no final de semana, acabei que li bastante coisa em Setembro e de gêneros variados. Teve desde clássico até romance em forma de poesia. Também consegui achar um tempinho para ver algumas séries, mas infelizmente nenhum filme (nem o tão falado Enola Holmes que conquistou tanta gente.

Sem mais delongas, conheçam os meus livros e séries favoritas do último mês:


Estou lendo:

Como sempre dei a louca e estou lendo três livros ao mesmo tempo, cada um de um gênero diferente. Um deles é o suspense psicológico Recursos Desumanos, que está me causando sentimentos conflitantes. Por um lado, a história de uma seleção de emprego disfarçada de uma tomada de reféns é intrigante demais, mas a narrativa é lenta e descreve mulheres de um jeito sexualizado que me irrita.