30.3.20

Resenha: De Repente Uma Noite de Paixão - Lisa Kleypas


A HISTÓRIA

Amanda Briars é uma mulher independente e uma romancista reconhecida, que deixou sua cidade e casa da família para viver em Londres, onde é muito bem recebida no meio literário. Amanda não quer se casar, pois não gostaria de perder sua independência. Prestes a completar 30 anos, ela só deseja saber como é estar, intimamente, com outra pessoa. Então, toma a solução mais prática para resolver seu problema: ela contrata um profissional.

E é assim que Jack Devlin acaba em sua porta. Bonito como o pecado, Jack também é um canalha galante que descobre que provocar Amanda é seu novo passatempo preferido. Entre bebidas e conversas profundas, eles trocam beijos dignos dos romances que Amanda escreve. Contudo, Jack encerra o encontro passional dos dois antes que pudessem realizar o desejo de aniversário de Amanda.

25.3.20

Resenha: Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge


A HISTÓRIA

Amy e Sam são jovens ingleses comuns, que aceitam uma carona aparentemente inofensiva na volta de um show em Londres. Contudo, eles acabam dopados, sequestrados e jogados em uma piscina vazia da qual não podem escapar. Sem água e sem comida, seu algoz dá uma escolha: quem matar o outro saí com vida.

Parece coisa de filme, por isso quando o sobrevivente dessa história horrível acaba nas mãos de Helen Grace, ela se vê com dificuldades de acreditar. Uma detetive-inspetora durona, Helen vive para o trabalho. Sem família e sem amigos, ela não precisa se preocupar que seu próprio passado misterioso venha a tona e pode se concentrar em resolver crimes.

Mas então acontece de novo. E de novo. A história é sempre a mesma: duas pessoas são sequestradas e só sobrevive quem matar a outra. E esse jogo macabro e violento está sendo jogado por um criminoso misterioso e cruel, que não parece ter qualquer padrão para escolher suas vítimas e nenhuma dificuldade em sequestrá-las e arrastá-las para buracos escuros.

“A verdade nua e crua é que era impossível conhecer de verdade oura pessoa. E essa simples ideia o manteria acordado a noite toda.” pág. 48

Agora cabe a Helen a desvendar e parar esse serial killer que impõe escolhas tão difíceis a suas vítimas. Mas, quando ela é colocada diante uma escolha impossível, a detetive precisará decidir se é capaz de tomá-la ou se os demônios do seu passado serão mais fortes.


A SÉRIE

Uni-Duni-Tê é o primeiro volume da série Helen Grace, de M.J. Arlidge. O segundo livro, Da Morte Ninguém Escapa, também foi publicado no Brasil, mas os demais volumes (são 8 no total e 2 contos), ainda não foram traduzidos. Cada livro da saga é independente, mas todos trazem crimes chocantes, violentos e misteriosos que são selecionados pela detetive-inspetora inglesa Helen Grace.

22.3.20

Resenha: Bodas de Sangue - Pierre Lemaitre



A HISTÓRIA

Sophie é uma jovem francesa como qualquer outra. Exceto pelo fato de que está louca. Tudo começou com objetos perdidos, confusões com datas e uma depressão repentina. Mas logo as coisas foram escalando e Sophie ficando com buracos em sua memória, nos quais coisas horríveis acontecem.

É nesse estado mental frágil que mais uma pessoa da sua vida acaba morta e Sophie sabe que, dessa vez, ninguém vai acreditar que ela não tem relação com o cruel assassinato do menininho do qual era babá. Sabendo que a polícia logo estará em seu encalço, Sophie toma a única decisão possível: fugir. 

Uma nova aparência, um novo nome e um novo marido. Ela até seria capaz de recomeçar se seu passado não a alcançasse rapidamente. O que faz Sophie perceber que, talvez, ela não é a única que perdeu completamente a sua sanidade.

A TRAMA

Bodas de Sangue foi publicado anteriormente no Brasil (em 2013) com o título de Vestido de Noivo, pela editora Vestígio. Contudo, a nova edição é mais do que merecida, já que esse é um suspense incrível e único.

18.3.20

Resenha: Renascer - Stella Helianthu


A HISTÓRIA⠀

O mundo de Amalia se desfaz por completo em uma noite. Ela descobriu que o namorado a traia com sua melhor amiga há anos e, saindo da festa, foi violentada por um completo estranho. Amalia só quer esquecer a pior noite da sua vida, mas fica com cicatrizes tanto mentais quanto físicas. Ela não suporta mais que a toquem, passou a usar roupas largas e a evitar festas a qualquer custo. 

Sua família insiste para saber o que há de errado, mas Amalia ainda não consegue contar a ninguém o que aconteceu. Nos seus primeiros meses da faculdade, seu comportamento estranho não passa despercebido. Contudo, a extrovertida Camille, colega de quarto de Amalia, aos poucos vai conseguindo ultrapassar o muro que a jovem colocou entre ela e o mundo.

“Callum me olhou como se eu fosse a melhor coisa que ele já tinha visto na vida. E, bom, eu estava me sentindo assim.”

Amalia também busca ajuda psicológica e, aos poucos, vai voltando a sorrir e se sentir como quem era. O gentil irmão gêmeo de Camille, Callum, também se torna bastante próximo, mas Amalia não sabe se poderá namorar alguém de novo depois de um evento tão traumático. E, quando descobre que seu agressor está mais perto do que ela imagina, a garota se questiona se algum dia será de verdade livre e feliz mais uma vez.

VALE A PENA LER?⠀

Eu não sabia muito o que esperar de Renascer e o livro demorou a me cativar. Os primeiros capítulos são lentos e narrativa repetitiva me desanimou. Na verdade, todo o livro deveria ter passado por mais uma revisão, já que encontrei frases confusas e com tempo verbal errado, palavras sem acento e repetição de termos o tempo todo (em um ponto a autora chega a usar "faculdade" quatro vezes na mesma frase). Contudo, a própria autora entrou em contato comigo via Instagram e esclareceu que a obra deve mesmo passar por mais uma revisão em breve.

Foi apenas quando começou a intercalar a narrativa da perspectiva de Amalia com a de Callum que Renascer ficou mais ágil e conseguiu prender minha atenção. Enquanto a dúvida se eles vão ficar juntos ou não ainda não é respondida, vemos Amalia trabalhar para se construir. Renascer é muito positivo na sua abordagem sobre abuso sexual, mostrando que um acontecimento assim cria cicatrizes que não são resolvidas em um dia e sem ajuda psicológica e apoio das pessoas ao seu redor. 

Contudo, o livro peca com algumas cenas machistas que me incomodaram, especialmente na forma como os outros personagens tratam certa pessoa dentro do livro. Apesar deles não verem, essa personagem também era uma vítima. No geral, os protagonistas de Renascer são bem clichês, mas cativam. Callum é um garoto muito fofo e gentil e Amalia transmite uma força incrível.

Do meio para o final da história, Renascer traz uma surpresa atrás da outra, apesar de que muitas delas são previsíveis e pouco realistas. Em resumo, esse não é um livro perfeito, mas a história consegue ser divertida e emocionante, tratando um tema tão difícil, mas importante de ser abordado, com a sensibilidade necessária.

QUOTES FAVORITOS

“Era difícil saber que tudo ao meu redor estava fluindo colorido, normal e feliz, mas eu era um ponto preto, triste e perdido no meio de toda a alegria que explodia ao meu redor.”

“eu continuava na mesma. Mesma página, mesmo livro. E eu não queria só virar a página, eu queria queimar a merda do livro todo. Mas eu continuava escondendo ele dentro da grande estante que eram minha cabeça, corpo e alma.”

“Como se supera seu primeiro verdadeiro amor? Como se supera todo o carinho, amor, compaixão da mesma pessoa que você ama?”

“— Uma vez você me perguntou onde era o meu lugar preferido no mundo. Acho que agora eu tenho uma resposta. Olhei para ele e vi que estava concentrado em mim. 
— Sim? E qual é? 
— Qualquer um em que você esteja a meu lado.”


Título: Renascer
Autora: Stella Helianthu
Editora: Amazon
ISBN: B08268C693
Ano: 2019
Páginas: 289
Compre: Amazon

14.3.20

Resenha: De Volta Para Ela - Lauren Gallagher


A HISTÓRIA

Filho de um militar americano, Trevor já viveu em muitos lugares, o mais especial deles o Japão, onde conheceu seu melhor amigo Brad e viveu aventuras inimagináveis quando garoto. Agora adolescente e morando na Espanha, Trevor não entende porque Brad se afastou três anos antes, mas fica animado quando o amigo entra em contato e eles tentam recuperar o tempo perdido.

Brad está indo morar na Espanha também e Trevor fica feliz em poder revê-lo. Contudo, quem se apresenta a Trevor não é mais Brad e sim Shannon. Nos últimos anos, ela passou pela transição e finalmente está vivendo como a garota que sempre foi por dentro. Parte de Trevor se sente traído por Shannon não te lhe contado que era uma garota trans e, assim, o reencontro deles é horrível.

“Eu não sabia onde o futuro nos levaria. Tudo que eu sabia era que estávamos aqui agora. Nós tínhamos um ao outro e nos amávamos, e agora, isso era suficiente. Isso era real. Ele estava aqui. E eu não o soltaria novamente.”

Mas, logo Trevor percebe que agiu mal e se desculpa e, mesmo desconfiada, Shannon lhe dá uma segunda chance. Outra coisa que Trevor não sabe é que Shannon é apaixonada por ele há anos, mas acredita que algo romântico entre eles nunca irá acontecer. Trevor também nunca esperava ver Shannon como mais do que uma amiga, mas entre as belas paisagens espanholas novos sentimentos vão surgir.