22.4.18

Resenha: Uma Proposta e Nada Mais - Mary Balogh


A HISTÓRIA

Hugo Emes ganhou o título de lorde Trentham por seu triunfos nas guerras napoleônicas. Mas, conduzir a missão suicida que custou a vida de muitos homens e o fez ser conhecido como herói foi demais para sua mente. Felizmente, ele conseguiu aprender a lidar com trauma e sua culpa durante a estada na casa de um amigo, à beira do mar. Lá, fez amigos entre aristocratas que, como ele, foram despedaçados pela guerra. Agora, Hugo lida com um novo conflito: um ano após a morte do pai, ele sabe que precisa sair de seu refúgio seguro e assumir os negócios da família e seu lugar na sociedade. E, para isso, ele conclui que precisa de uma esposa.

19.4.18

7 capas de livro que me enganaram


Eu já falei aqui no blog que uma boa capa vale mais que mil sinopses. E é fato quase comprovado: 99,9% das pessoas, pelo menos uma vez na vida, já julgou um livro pela capa! O que não é lá um problema de verdade se você não usar a capa como motivo para não ler uma obra. Contudo, o contrário é bem comum. Vários livros já despertaram a minha vontade de lê-los por causa de suas capas. Mas, como as aparências enganam até na literatura, às vezes, uma obra parece ser uma coisa e acaba sendo outra completamente diferente. Então, inspirada em um post do blog Suddenly Things (que por sinal adoro), resolvi fazer uma listinha de 7 capas de livro que me engaram! Confiram:

Leia também:
As 7 melhores e mais bonitas capas de livros de 2017


E vamos começar pela capa de Filha da Ilusão, que é maravilhosa e me enganou só um pouquinho. Com uma sinopse sobre a filha ilegítima de Houdini com poderes reais e uma capa dessas, achei que o livro seria muito mais sobrenatural e mágico do que é. Mas, vamos combinar que uma menina de cabeça para baixo sumindo na água é uma imagem bem impressionante, que me fez imaginar várias coisas. Achei que a mocinha teria o poder de desaparecer, de atravessar objetos ou coisas malucas assim, mas ela apenas se comunica com os mortos... O que é interessante, mas não tanto quanto a capa me fez imaginar...


Uma capa com um número conhecido por ser mágico e misterioso, uma bola de vidro e uma frase chamativa sobre azar e sorte me fez imaginar que o nacional Treze era uma história mágica. Mas, além de supor que a protagonista teria poderes, ainda fiquei pensando que o livro se situaria no passado, já que o braço da imagem está coberto por uma manga de renda que parece antiga. Mas, doce ilusão amigos. O livro tem uma pitada minúscula de sobrenatural, uma mocinha que mesmo forte, não tem poderes, e se passa nos tempos de hoje. Treze é, na verdade, um romance jovem contemporâneo excelente... mas que a sua capa me fez de trouxa, me fez e muito!

14.4.18

Resenha: Alma? - Gail Carriger


A HISTÓRIA

No mundo da senhorita Alexia Tarabotti, almas, vampiros, lobisomens e fantasmas são tão reais quanto carruagens equipadas com serviço automático de chá (movido a vapor). Mas, a moça pertence a uma classificação mais obscura, que poucas pessoas conhecem, chamada de preternatural. Isso significa que Alexia é uma humana que nasceu sem alma. Por culpa dos imortais e suas almas que se recusam a morrer, causando um desequilíbrio cósmico. outras pessoas nascem sem elas, como Alexia e seu pai, um italiano já falecido. Mas, alguns diriam que o maior problema de Alexia nem é a falta de alma ou a descendência italiana que lhe deu uma pele mais escura e um nariz grande. 

12.4.18

Resenha: Um Beijo à Meia-Noite - Eloisa James


A HISTÓRIA

Depois da morte da mãe, a vida de Kate jamais foi a mesma. Seu pai se casou com uma viúva fútil e megera, apenas para morrer poucos anos depois. Agora, enquanto a madrasta gasta toda a fortuna de Kate em vestidos e outras inutilidades, a mulher luta para impedir que a sua propriedade chegue a ruína e que todos passem fome. Logo, bailes da alta sociedade e casamento são coisas que não passam pela cabeça da jovem de 23 anos, até ela ser obrigada a se disfarçar da meia-irmã mais nova.

Victoria está noiva de um lorde e precisa se casar com urgência, mas a família do cara só vai aceitar o relacionamento após a benção do tio do rapaz, que é um príncipe estrangeiro. Mas, por causa de uma mordida de cachorro, Victoria não pode aparecer em público e, assim, Kate é obrigada a se disfarçar como ela e ir até o castelo do príncipe, para ser aprovada por ele.

9.4.18

Mais 5 séries de TV de época que vieram dos livros


Os livros que se passam em outra época têm a incrível capacidade de nos transportar para outro momento da história e nos encantar com cenários, roupas e culturas antigas. O sucesso é tanto que vários romances históricos acabam nas telas de televisão ou de cinema, encantando ainda mais pessoas com suas tramas fascinantes e emocionantes. E, pelo sucesso do post sobre 7 séries de TV de época que são adaptações de livro, eu sei que vocês, como eu, também amam uma boa adaptação de época. E, por isso, hoje resolvi trazer mais 5 séries de TV que se passam no passado e que vieram da literatura. Tem livro clássico, obra medieval e até mesmo uma que se passa nos anos 20 e é baseada em fatos reais. Saiba mais:

Leia também:


E começando por uma série que é continuação de outra que apareceu no post sobre 7 séries de TV de época que são adaptações de livro. A minissérie The Pillars of the Earth, baseada em um romance do incrível Ken Follett, tem uma continuação, chamada World Without End. Os oito episódios do show, que foi transmitido originalmente em 2012, é baseado em um livro do mesmo nome do autor, Mundo Sem Fim, um monstrinho de 1136 páginas. A série nos leva de volta a cidade fictícia de Kingsbridge, só que 200 anos depois dos acontecimentos de The Pillars of the Earth. Sobre o reinado de Eduardo III, a Inglaterra passa pelo o que mais tarde seria conhecida como a Guerra dos Cem Anos contra a França. Os ingleses também enfrentam a fome e a Peste Negra, e o futuro parece não só incerto, como sombrio. Contudo, Caris, uma mulher visionária, e o seu amante Merthin vão inspirar Kingsbridge e enfrentar as mais poderosas força do seu tempo, a Igreja e a Coroa, e lutarão para salvar a cidade da ruína. A sinopse de World Without End me chamou bastante atenção por trazer uma mulher como protagonista e estou curiosa para ver essa série, e a anterior, The Pillars of the Earth.