20.2.18

7 filmes "clássicos da Sessão da Tarde" que você não sabia que vieram dos livros


Se a vida imita a arte, ou a arte que imita a vida, não sabemos. Mas é certo que, desde o surgimento do cinema, a sétima arte tem se inspirado bastante em outra, a literatura. Desde filmes levemente baseados em livros, até adaptações 100% fiéis, o que não falta por aí são longas que emprestam histórias e personagens da ficção escrita. Contudo, não é só bestseller ou clássico que acabam sendo adaptados. Alguns livros completamente desconhecidos acabam ganhando as telonas, e, muitas vezes, ficando mais famosos em formato cinematográfico do que em papel. Há também os filmes que mudam tanta coisa na história original que o espectador nem percebe que o filme é uma adaptação.

Seja um caso ou outro, muitos filmes por aí, que já vimos centenas de vezes, são baseados em livros e nós nem nos ligamos disso. É o caso de alguns dos maiores sucessos da Sessão da Tarde, programa da Rede Globo que marcou gerações (a minha inclusive), principalmente por repetir milhares de vezes os mesmos filmes maravilhosos/terríveis. E sabia que a Sessão da Tarde já exibiu clássico adolescente dos anos 90 inspirado em até mesmo Shakespeare e em Jane Austen? Não? Então confiram essa curiosa lista sobre 7 filmes "clássicos da Sessão da Tarde" que você não sabia que vieram dos livros:

Leia também:
10 melhores adaptações de livros para o cinema
10 adaptações de livros que nenhum leitor deve ver
6 livros que viraram séries de TV


1 - 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você e A Megera Domada

Um clássico do final dos anos 90 que a maioria de nós viu pela primeira vez na bendita Sessão da Tarde. Um dos meus filmes adolescentes favoritos da vida, confesso que me surpreendi bastante ao saber que "10 Coisas Que Eu Odeio Em Você" foi baseado em uma obra de William Shakespeare. Originalmente uma peça, que hoje é comercializada também como livro, a história de "A Megera Domada" foi mais adaptada para os tempos de hoje do que modificada quando ganhou as telonas. Os nomes dos personagens ou são iguais ou fazem referência aos nomes da peça original e conflito principal se manteve. Para poder se relacionar com a bela Bianca, dois jovens precisam cumprir uma exigência do pai dela, arrumar um companheiro para a exigente irmã mais velha da garota. Na peça, é um nobre empobrecido que aceita o desafio de "domar" a irmã mais velha, enquanto no filme é o bad boy da escola. O resultado é o mesmo, claro, tudo dá certo no final e o casal improvável vive feliz para sempre.

17.2.18

Resenha: Prazeres Sombrios - Kresley Cole


A HISTÓRIA

Kaderin é uma valquíria, uma guerreira imortal filha dos deuses, apelidada de Coração Gelado. Mais de um milênio antes, ela perdeu as irmãs em uma guerra contra os vampiros. E, desde então, por causa de algum mistério mágico, Kaderin não consegue sentir nada, nem alegria, tristeza, desejo sexual ou amor. Até mesmo o humor é algo que não faz mais parte de sua vida. Assim, ela se tornou a assassina perfeita e uma das mais famosas entre os imortais.

13.2.18

6 dicas de escrita de autoras consagradas de romances de época

6-dicas-de-escrita-de-autoras-consagradas-de-romances-de-época-sarah-maclen-lisa-kleypas-julia-quinn-mademoisellelovesbooks

Ler e escrever têm, em comum, o fato de que, uma vez apaixonado por qualquer uma dessas atividades, ela se torna uma parte indissociável da sua personalidade e indispensável da sua rotina. Visto o número gigantesco de livros, blogs e tweets espalhados nessa coisa maravilhosa que é a internet, sei que não sou a única pessoa que tem uma necessidade diária e imensa de transformar os meus pensamentos em palavras sobre o papel (seja ele físico ou virtual). E, por mais que eu acredite que a melhor maneira de melhorar a sua escrita é, bem, escrevendo o tempo todo, eu amo ler dicas alheias sobre o assunto. Especialmente de escritores já publicados e que eu admiro de alguma forma.

Claro que o que funciona na escrita do fulaninho, seja ele um autor bestseller ou completamente desconhecido, nem sempre vai funcionar para você. Mas, além de satisfazer a nossa curiosidade sobre o processo criativo dos coleguinhas (o que, vamos admitir, é um material de leitura sempre bem interessante), as recomendações de terceiros podem ajudar a nossa escrita, seja nos fazendo refletir sobre ela ou dando conselhos práticos que funcionam de verdade. Por isso, resolvi compartilhar com vocês algumas dicas bem legais que colecionei por aí, todas de mulheres escritoras que gosto e admiro, que se aventuram em um dos meus gêneros favoritos: os romances de época. Para quem sonha em escrever histórias de amor situadas no passado, as dicas são mais valiosas ainda, já que nesse gênero tão saturado, é muito fácil acabar caindo nos clichês e deixar a história chata. Enfim, sem mais, vejam as recomendações sobre começar e terminar um livro, criar personagens cativantes e mais:

Leia também:

1 - Mary Balogh sobre o que evitar na hora de começar a escrever:

Presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times e vencedora de diversos prêmios literários, Mary Balogh sempre sonhou ser escritora, algo que só conseguiu realizar quando sua filha mais nova tinha 6 anos e ela passou três meses escrevendo sua obra de estreia na mesa da cozinha mesmo. No blog da editora que publica seus livros nos Estados Unidos, Balogh deu várias dicas de escrita, mas a minha favorita foi a resposta que ela deu quando questionada sobre que hábitos ruins que escritores iniciantes deveriam evitar. A escritora deu a seguinte recomendação como resposta:

"Você não precisa saber tudo antes de começar. Você não precisa conhecer todo o enredo ou todas as nuances de seus personagens em grande profundidade. Você não precisa ter feito pesquisas exaustivas. As três coisas são necessárias, mas se você esperar até saber tudo o que há para saber, você provavelmente nunca começará. Continue e o conhecimento virá - ou pelo menos o conhecimento sobre a pesquisa exata que você precisa fazer".

Você pode ler todas as dicas que a autora deu (em inglês) aqui e, clicando abaixo, ler as resenhas de algumas de suas obras:

9.2.18

Resenha: Filha da Ilusão - Teri Brown


A SÉRIE E A HISTÓRIA

Filha da Ilusão é o primeiro livro da duologia Herdeiros da Magia escrita por Teri Brown (que também publica como T.J. Brown). Também faz parte da série um conto que se passa entre os dois volumes. O segundo livro, infelizmente, não foi publicado por aqui. Filha da Ilusão se passa nos anos de 1920 e conta a história de Anna Van Housen, filha ilegítima de Houdini, e uma ilusionista tão boa e talentosa como o pai. Contudo, a jovem, além de truques de cartas, é capaz de conversar com os mortos e prever o futuro. Anna é uma médium de verdade, mas gostaria de livrar de seus dons. Está cansada de ser invadida pelos sentimentos alheios e o sonhar com grandes tragédias. Contudo, as coisas começam a mudar quando ela e a mãe se estabelecem em Nova Iorque. Mesmo com a tensão constante entre ela e a mãe, que coloca a carreira sempre em primeiro lugar e vê a filha como uma ameaça a seu sucesso, Anna sabe que está vivendo o melhor momento de sua vida.

7.2.18

10 livros de mistério para adolescentes


Quem será o assassino do garoto mais popular da escola? Que segredos escondem sua colega de classe, ou seus professores? O gosto por mistérios e histórias cheias de reviravoltas não é exclusivo doa adultos. Séries de TV como Pretty Little Lies e Vampire Diaries, ambas baseadas em livros, mostram que os jovens gostam de ler sobre desaparecimentos, assassinatos, mentiras, segredos, profecias e tudo mais que deixam os suspenses e histórias com mistérios tão intrigantes. E, pensando nisso, resolvi fazer uma listinha de obras assim, nas quais os protagonistas procuram serial killers, tentam desvendar porque uma colega tentou se matar e até mesmo encaram seus poderes sobrenaturais, tudo em meio a bailes de formaturas e discussões nos corredores da escola. Espero que gostem das minhas indicações ;)

12 livros de suspense que você precisa conhecer
13 livros de romance que se passam na escola
5 livros adolescentes com protagonistas fora dos padrões


E começando com um livro da rainha dos mistérios na escola. Depois do sucesso de Pretty Little Lies, Sara Shepard nos introduziu ao universo de As Perfeccionistas. No primeiro volume dessa duologia, cinco garotas planejam uma vingança contra o garoto mais popular da escola. Contudo, quando ele aparece morto e as suspeitas recaem sobre elas, as jovens se lançam em uma investigação própria para descobrir quem é o culpado. As Perfeccionistas consegue manter uma atmosfera de tensão do início ao fim, assim como nos intrigar com os muitos segredos que os personagens escondem. Com protagonistas complexas, que passam longe da perfeição, o livro ainda transmite boas reflexões sobre assuntos como bullying, abuso de drogas e união feminina. A leitura é rápida e intrigante, esse é um mistério adolescente recheado com planos de vingança, assassinato e, claro, muito drama sobre amizade, namoros e planos para a faculdade, tudo dentro dos corredores da escola.