8.11.20

Resenha: A Desconstrução de Mara Dyer - Michelle Hodkin


AVISO DE GATILHO:
instabilidade mental.

A HISTÓRIA

Mara Dyer nunca mais será a mesma. Depois que invadiu um sanatório abandonado que desabou sobre ela e seus amigos, Mara ficou completamente louca. Ela pode ter mudado de cidade e escola, mas ainda vê os amigos mortos em todos os lugares e sente que é sua culpa por não os ter impedido de embarcar na aventura irresponsável que acabou com suas vidas.

Sem saber como simplesmente fingir que as coisas estão normais na sua vida, Mara se destaca desde o primeiro dia na nova escola. Seus irmãos e pais tentam ser compreensíveis e ajudar, mas Mara está além de ajuda. Mas é justamente por ser diferente que ela faz amizade com Jamie, outro aluno que não se encaixa no modelo de perfeição dos outros alunos. 

Mara também chama atenção de Noah Shaw, o garoto mais popular e desejado da escola. Contudo, Noah também não é o que Mara esperava. Ele é um sedutor, mas não liga para notas ou esportes. Noah parece carregar seu próprio passado misterioso e sombrio. Para piorar, está obcecado com ela.

Mas Mara não tem cabeça para romance. Especialmente quando a pilha de corpos ao seu redor começa a aumentar e as memórias do acidente a invadem em momentos que ela menos espera. Além da morte dos amigos, coisas ainda mais horríveis aconteceram antes do sanatório desabar sobre sua cabeça. Mara começa a rapidamente perder o controle e realidade e loucura se misturam. Ela deveria apenas desistir, se entregar ao trauma, ou lutar?

Quando Noah, mesmo sem ter ideia de tudo que está errado com ela, oferece sua ajuda, Mara percebe que talvez devesse lutar. Não por ele, mas por si mesma. Por sua família. Por seus amigos e principalmente pela verdade. O que aconteceu no sanatório? E o que está acontecendo com Mara? E por que ela e Noah parecem tão fortemente ligados se mal se conhecem? Agora só resta a Mara ser forte o suficiente para descobrir as respostas.

A SÉRIE

A Desconstrução de Mara Dyer é o primeiro volume da trilogia Mara Dyer, da escritora norte-americana Michelle Hodkin. Um romance jovem sombrio, tudo começa quando Mara Dyer sobrevive ao mesmo desabamento que matou seus melhores amigos e coisas bizarras continuam acontecendo a ela. Os livros 2 e 3, A Evolução e A Vingança de Mara Dyer, respectivamente, são continuações desse e não podem ser lidos de forma independente. 

A trilogia Mara Dyer se conecta com outra da autora, a trilogia Confissões de Noah Shaw, cujo apenas o livro 1, A Construção de Noah Shaw, foi publicado no Brasil. Ele se passa depois de A Vingança de Mara Dyer e é contado pela perspectiva de Noah.


EXPECTATIVAS E A NARRATIVA

A Desconstrução de Mara Dyer foi a leitura do mês em um grupo de leituras coletivas que participo. Não sabia bem o que esperar da obra, apesar de já ter visto a capa do livro várias vezes nos últimos anos. Assim, a experiência acabou sendo ainda melhor. 

O livro me prendeu logo no início. A narrativa é em primeira pessoa sobre a perspectiva de Mara. Assim, conhecemos bem os pensamentos e sentimentos da protagonista, que vive um momento angustiante de culpa e loucura. Também nos deparamos com alguns capítulos de flashback, que conseguem nos ajudar a compreender a trama como um todo e a manter o suspense da obra. O tom sombrio e angustiante da narrativa é perfeito para a obra, uma mistura de romance com suspense psicológico e sobrenatural.

A TRAMA

A história de A Desconstrução de Mara Dyer tem muito em comum com outros livros adolescentes deste estilo. O que significa que temos cenas típicas e, para quem já passou da fase de escola, chatinhas, como brigas no corredor, fofocas em sala, beijos roubados contra os armários, etc.

Felizmente, a história não se resume a isso e consegue nos surpreender com momentos inesperados e macabros, com direito a mortes bizarras, visões aterrorizantes e até mesmo sequestros e resgates. O principal ponto de A Desconstrução de Mara Dyer é o que diabos está acontecendo com a garota e esse mistério prende a atenção do leitor por si só.

O romance secundário de Mara e Noah também é fofo, divertido e cativante e deixa a leitura mais gostosa. O livro me fez rir tanto quanto me deixou intrigada e angustiada para descobrir o que estava acontecendo. Os últimos 30% da história são alucinantes e o desfecho responde muita coisa, mas deixa uma enorme interrogação que me fez ficar louca para ler os próximos volumes.

OS PERSONAGENS

A protagonista de A Desconstrução de Mara Dyer está passando por tanta coisa que é difícil não simpatizar com ela. Além disso, Mara têm uma força impressionante e, diferente de outras mocinhas jovens e ingratas de livros adolescentes, percebe o quanto todos estão querendo ajudá-la e é grata por isso. Mara também é bastante sarcástica e, o que mais gostei, não se deixa intimidar por Noah e fala bem na cara dele quando ele está agindo mal.

Noah é aquele par romântico que você não quer, mas acaba amando. Ele tem o comportamento típico de estrelinha popular e arrogante da escola, mas é inglês e se nem Mara resiste ao seu charme, por que esta leitora resistiria? Alguns momentos revirei muito os olhos para as atitudes de Noah, mas a forma como ele acolhe Mara em seus piores momentos, sem julgar, é fofa e cativante.

A Desconstrução de Mara Dyer também tem um bom número de personagens secundários. Felizmente, o mais interessante deles, Jamie, o amigo de Mara e personagem mais representativo da história (ele é bissexual e negro) acaba esquecido na metade final do livro. Também gostei bastante de Daniel, irmão mais velho de Mara. Mas era Jamie quem merecia uma saga só sua.


A EDIÇÃO

Como o livro foi lançado originalmente em 2013, é difícil achar a versão física por um bom preço. Eu li o livro em versão digital, na plataforma Kindle, e não tenho qualquer reclamação. A obra funciona perfeitamente na plataforma. A tradução está excelente e não percebi erro algum no texto. Eu amo as capas de trilogia Mara Dyer, elas são dramáticas e sombrias como as obras. 

VALE A PENA LER?

A Desconstrução de Mara Dyer não é para qualquer tipo de leitor. Se você foge de dramas adolescentes, vai revirar os olhos, como eu fiz, para as brigas no corredor e garoto conquistador e mais popular da escola como par romântico. Contudo, essa obra é muito mais do que isso.

O romance previsível entre a garota nova na escola e o cara mais popular quase que fica em segundo plano, já que A Desconstrução de Mara Dyer é mais a história sombria de uma jovem redescobrindo suas habilidades em um momento de luto. A trama tem acontecimentos chocantes, mortes bizarras e muitos mistérios que nos prendem do início ao fim da leitura. Estou bastante ansiosa para ler o restante da série, para mim a leitura valeu muito a pena.


Título: A Desconstrução de Mara Dyer
Título original: The Unbecoming of Mara Dyer
Série: Trilogia Mara Dyer
Volume: 1
Autora: Michelle Hodkin
Tradução: Mariana Kohnert
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501098580
Ano: 2013
Páginas: 378
Compre: Amazon
Encontre o livro: Skoob - Goodreads

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)