5.7.20

Melhores livros de 2020 (até agora)


Chegou aquela época do ano de novo. Metade de 2020 já se foi e tenho certeza que os 6 primeiros meses desse ano foram um desafio para todos nós. Mas, como sempre digo, algo que podemos fazer em momentos como esse é focar nas coisas boas que aconteceram e compartilhá-las com as outras pessoas.

2020 está sendo um ano complicado de se manter um ritmo de leitura para todo mundo e comigo não foi diferente. Estou tendo dificuldades de me concentrar por muito tempo em alguma obra e demorando horrores para terminar tudo.

Contudo, escrevendo esse post percebi que, até agora, não foi um ano de leituras ruim para mim. Já cheguei a 36 livros lidos em 2020, sendo que ano passado, na mesma época, tinha lido só 22. E também consegui explorar alguns gêneros que não leio normalmente e até mesmo conhecer autores novos.

Ou seja, como podem imaginar tenho muitas dicas legais para vocês. Então confiram todas as minhas respostas para já clássica aqui no blog TAG dos 50%, que consiste em falar das melhores leituras do primeiro semestre:

Leia também:


1. Melhor livro que li até agora

Eu não leio clássicos nem livros de não-ficção com frequência, por isso O Diário de Anne Frank (a edição definitiva, editada por Otto Frank e Mirjam Pressler) foi uma gostosa surpresa. Não é uma obra fácil de ser lida, mas vale a pena por nos ensinar muito sobre viver em guerra e isolamento. A mensagem de esperança e amor de Anne Frank é bastante poderosa e O Diário de Anne Frank deveria ser lido por todos.


2. A melhor continuação que li

Como vocês bem sabem, hoje em dia evito ler livros que a história não termina em um livro só. Não tenho mais paciência para esperar por continuações, por isso vou ter que roubar um pouquinho nesse tópico. Como Salvar Um Herói não é uma continuação exatamente, mas sendo o volume 3 da série Lições de Amor, acho que conta. O livro de Suzanne Enoch me surpreendeu bastante, além de ser um romance de época fofo, é uma obra interessante sobre traumas e segundas chances na vida.


3. Lançamento do 1º semestre que você ainda não li, mas quero muito

Vocês sabem que não vivo sem romances de época e estou genuinamente triste por ainda não ter lido A Marquesa de Havisham, livro 3 da série Os Sedutores de Havisham. Eu adoro todos os livros da Lorraine Heath, mas essa saga em especial é apaixonante demais.

4. O livro mais aguardado do 2º semestre

Outra autora que amo é Julia Quinn e mal posso esperar para ler Uma Noiva Rebelde. Os Rokesbys está sendo, honestamente, minha nova série preferida da autora, com cada história mais inusitada e apaixonante que a outra. Ainda bem que Uma Noiva Rebeld vai sair logo agora no início do 2º semestre de 2020.


5. O livro que mais me decepcionou

Para um livro que tem o nome de Frida Kahlo no título, Frida Kahlo Para Inconformistas aborda a vida da artista bem superficialmente. Claro que o propósito do livro não é ser uma biografia de Frida, mas teria sido interessante se o autor nos tivesse dado mais contexto sobre as frases dela que usou (quando disse/escreveu isso e para quem?).

O livro é uma leitura rápida e fácil. Acho que o problema é que peguei a obra para ler com expectativas muito altas, que acabaram não sendo supridas. As "lições" do autor são muito do senso comum e não tão inspiradoras quanto se propõem a ser.


6. O livro que mais me surpreendeu esse ano

Um Caminho Para a Liberdade me conquistou logo de cara com protagonistas femininas empoderadas, bibliotecárias divertidas que enfrentam climas terríveis e muito preconceito para entregarem livros a cavalo nos Estados Unidos da década de 1930. Eu estava com poucas expectativas para a leitura, mas o livro é tão gostoso e cativante de ler, que me fez perceber que eu deveria ter deixado meu preconceito de lado há muito tempo e já devorado todos os romances da Jojo Moyes.



7. Novo autor favorito

Esse ano não me atrevi muito além dos autores que já conheço, mas um me conquistou em especial. No início, a obra de não-ficção O Zen e a Arte da Escrita me deixou incomodada com as frases longas demais de Ray Bradbury. Contudo, quando me acostumei com a narrativa do autor, adorei suas reflexões profundas e cheias de metáforas sobre escrita. E, agora que sou fã de Ray Bradbury, preciso ler suas obras de ficção.

8. Minha quedinha por personagem fictício mais recente e 9. Personagem favorito mais recente

Um dos mocinhos mais apaixonantes que já li, não é nenhuma surpresa que fiquei com uma quedinha por Robert Carroway, protagonista de Como Salvar Um Herói. Robert passou por muita coisa e mesmo lidando com Transtorno de Estresse Pós-Traumático conseguiu ser um par fofo e muito cativante para Lucinda. A jornada de recuperação dele é incrível e bastante poderosa.


10. Um livro que me fez chorar

Não é difícil me fazer derramar algumas lágrimas, eu choro até com filme de comédia (e sim, eu gostaria de estar brincando). Mas a última obra que me deixou em bons prantos foi O Segredo da Livraria de Paris, de Lily Graham. Algo interessante desse livro é que fala sobre os horrores da guerra (e da ocupação nazista na França) sem ser gráfico demais.

O Segredo da Livraria de Paris mostra o impacto do conflito no dia a dia de pessoas comuns. E a ocupação nazista foi especialmente cruel para as mulheres francesas, que sofriam todo tipo de assédio diariamente. Essa é uma leitura cativante do início ao fim. Além de retratar a guerra, o livro fala de amizade e família e nos mostra duas histórias de amor muito emocionantes que me fizeram chorar bastante.


11. Um livro que me deixou feliz

Eu não sabia bem o que esperar de Minha Queda Por Heróis (Susan Elizabeth Phillips), mas acabei amando demais o livro. A história satiriza os clichês dos livros de romance ao mesmo tempo em que entrega uma história apaixonante e mágica sobre segundas chances no amor. A autora tem uma narrativa muito divertida e leve, que agrega bem pitadas de mistério, ação e sensualidade. Eu ri do início ao fim de Minha Queda Por Heróis, que é o tipo de livro que te deixa com um quentinho no coração.


12. Melhor adaptação

The Stranger me fez questionar porque diabos eu nunca li os livros de Harlan Coben. A série inglesa da Netflix é baseada no livro Não Fale Com Estranhos. Não posso julgar o quanto o show é fiel ao livro, mas a história é intrigante e viciante do início ao fim.


13. Resenha favorita desse primeiro semestre

O Diário de Anne Frank é um dos meus livros favoritos de 2020, sem dúvida, então nenhuma surpresa que é também a minha resenha favorita até agora. Mesmo simples, eu gostei bastante das fotos que fiz para o livro e também pude fazer umas reflexões bacanas demais enquanto escrevia sobre a obra. Não deixem de conferir a minha resenha da obra aqui!


14. O livro mais bonito que comprei

Eu não comprei exatamente, mas acho que conta. No início da quarenta, o e-book de Mulheres na Luta (Marta Breen e Jenny Jordahl) estava gratuito na Amazon e mesmo em formato digital é um livro lindo. As ilustrações são muito fofas e é um livro incrível para se aprender sobre feminismo de forma divertida.



15. Livros que preciso ler até o final do ano

Eu sinto que deixei passar muitos lançamentos incríveis desse ano. E alguns dos que eu PRECISO ler  ainda são justamente de duas das minhas autoras de romance de época preferidas. Não devorei ainda O Que Acontece Em Londres e Dez Coisas Que Eu Amo Em Você, volumes 2 e 3 da série Bevelstoke de Julia Quinn. Também quero muito ler A Honra Das Terras Altas, livro 2 dos romances medievais de Os Murrays, série de Hannah Howell.


Agora eu quero saber: quais os seus livros favoritos do ano até agora? O que acharam das minhas escolhas? Já leram ou ficaram com vontade de ler algum dos livros? Comentem aí embaixo!

Comente com o Facebook:

1 comentários:

  1. OI, Ana! Eu tenho A marquesa de Havisham mas estou esperando a época de ler os romances pra eu começar porque tem vários parados aqui na estante. Também estou ansiosa para ler Como salvar um herói, li os dois primeiros e amei a escrita da Suzanne. Um caminho para a liberdade é algo que me interessa um pouco mas não sei ainda se irei ler, talvez futuramente.
    Beijo!
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)