10.3.20

Resenha: História de um Grande Amor - Julia Quinn


A HISTÓRIA⠀

Miranda foi uma criança desengonçada e sempre soube que não era bonita do jeito tradicional. Órfã de mãe e com um pai mais concentrado nos seus estudos, ela praticamente foi criada com os vizinhos, a aristocrática, mas cativante, família Bevelstoke. E foi no aniversário de sua melhor amiga, Olivia, e seu irmão gêmeo, Winston, que sua vida mudou para sempre.

Provocada por causa de sua aparência por outra menina, a triste Miranda de 10 anos é consolada por Nigel Bevelstoke, 9 anos mais velho e visconde de Turner. Ele garante que, quando crescesse, Miranda seria tão bonita quanto era inteligente. E Turner estava certo. Entretanto, enquanto Miranda floresceu, ele se apaixonou pela mulher errada e se tornou um homem infeliz e amargo. O que, de maneira alguma, mudou os sentimentos de Miranda. Mesmo após uma década, ela ainda ama Turner.

Assim, quando sua terrível esposa falece e Turner se entrega a raiva e a desesperança, Miranda sente que precisa ajudá-lo de alguma forma. Ela só não esperava que o belo homem decidisse seduzi-la quando percebeu que Miranda se tornou uma mulher audaciosa e irresistível. Para complicar ainda mais a situação, Olivia insiste em brincar de cupido e tentar juntar Miranda com Winston, o que só tornará Turner ainda mais ansioso para fazê-la sua.


A SÉRIE

História De Um Grande Amor é o 1º da Trilogia Bevelstoke, de ninguém menos que Julia Quinn. Aqui, conhecemos a divertida e nobre família dos Bevelstoke. Nesse primeiro volume, o visconde Nigel Bevelstoke, prometeu para uma triste Miranda de 10 anos que ela cresceria para ser uma mulher tão bonita quanto inteligente. O que realmente acontece, e assim a mulher, que sempre foi apaixonada por Nigel, decide salvá-lo de uma vida de amargura. 

O Que Acontece Em Londres, volume 2, tem como protagonista a curiosa Olivia Bevelstoke, que decide investigar se seu novo vizinho de fato matou a própria noiva, como dizem os boatos. Ela só não sabia que o vizinho em questão, Harry Valentine, trabalha no Departamento de Guerra e percebe que a garota está no seu encalço... e por isso ele terá que espioná-la de volta. 

O volume 3 se chama Dez Coisas Que Eu Amo Em Você e não sei bem como a trama se relaciona com as anteriores. Mas, essa é a história de Annabel Winslow, uma jovem atrevida e cheia de vida, que não quer se casar com o velho Lord Newbury, cujo único desejo é fazer com que seu sobrinho, Sebastian Gray, não herde seu título. Só que Annabel, logicamente, acaba se sentindo muito mais atraída por Sebastian, especialmente por ele ser um patife diabolicamente bonito com um segredo.


A TRAMA E A NARRATIVA

Como qualquer autor que publica muito em um gênero, Julia Quinn criou mais do que um estilo. Suas histórias, para o bem ou para o mal, praticamente seguem uma mesma fórmula, como se fosse uma receita secreta de bolo que só ela tem, mas que depois de comer quase vinte fatias, qualquer pessoa ficaria enjoada. E sim, eu contei. Esse é o 20º livro que leio dela. Mas, felizmente, uma fatia de bolo com uma cereja a mais.

Quinn usou sua fórmula de sempre (mocinha inexperiente e ousada, mocinho misterioso e sensual, encontros e desencontros românticos quase que proibidos), mas conseguiu trazer outros elementos interessantes, como o luto de herói sobre a primeira mulher que partiu seu coração e sua nova tentativa no amor, as questões da heroína com sua autoestima e, principalmente, uma mensagem importante: uma mulher pode e deve desejar mais do que atração física e não se conformar com um parceiro emocionalmente distante.

Apesar da reflexão necessária e profunda, História De Um Grande Amor é tão divertido quanto as demais obras de Quinn. Além das confusões engraçadas nas quais os personagens se metem, temos discussões acaloradas, encontros secretos, fugas para a Escócia e muitas, muitas cenas de paixão. A história é bastante movimentada e cativa logo de cara, contudo, acho que poderia ser um pouquinho mais curta. Senti que o finalzinho se arrastou um pouco.

A trama é cheia de surpresas, mas a narrativa da autora continua a mesma, o que é um ponto positivo. Descritiva na medida certa, a escrita de Quinn é leve, rápida e cativante. Como sempre, ela nos entrega diálogos gostosos e velozes, que nos fazem gargalhar com o jeito irônico e bem-humorado dos personagens.


OS PERSONAGENS

Os protagonistas de História De Um Grande Amor também seguem a “receitinha” da autora, mas nos cativam logo de cara. Amei Miranda desde o começo, por sua coragem de enfrentar qualquer pessoa, sua força para buscar o que quer e sua lealdade não só a quem ama, mas também a si mesma. Como Quinn sempre traz personagens esteticamente perfeitos (com belos cabelos e olhos, corpos de outro mundo, etc.) foi bacana que Miranda é descrita como alguém que não se encaixa nos padrões de beleza, mas que no fim acaba por perceber que isso não significa que não há beleza nela.

Enquanto a jornada de Miranda é relacionada a mudança de sua percepção sobre si, Turner aprende mais sobre os outros e o mundo. Machucado pela falecida esposa, ele tem um coração duro e age como um verdadeiro canalha às vezes. Tanto que foi difícil gostar dele, de verdade. Mas conforme vai amolecendo e se abrindo de novo, mostrando que pode ser gentil e amoroso quando quer, Turner conquistou um lugarzinho no meu coração.

Como casal, Miranda e Turner tem personalidades que se complementam, mas me incomoda o fato dele ser nove anos mais velho. A diferença é muito grande para mim e fez a história deles soar um pouco menos romântica. Em relação aos secundários, História De Um Grande Amor nos apresenta a algumas personalidades interessantes e divertidas, mas quem mais se destaca é Olivia, com seu jeito acelerado e curioso de ser. Estou ansiosa para ler a história dela!


VALE A PENA LER?

Eu nunca li um livro da Quinn que fosse ruim, mas fazia tempo que não pegava uma história sua que fosse diferente do estilo dos Bridgertons, sua marca registrada. História De Um Grande Amor realmente faz jus ao título com um romance envolvente cheio de altos e baixos, que verdadeiramente nos faz ficar apreensivas para saber se o final será feliz ou não. A história de Miranda e Turner é complexa, mas muito divertida e fofa.

Além da trama do amor de infância não correspondido que se torna em atração, o livro fala também sobre autoestima e luto, assim como a necessidade de nos abrirmos para novas experiências e, claro, o amor. A narrativa da autora é, como sempre, leve e rápida, com diálogos afiados e com uma ironia gostosa. Com direito a enterros, bailes, encontros na biblioteca e até mesmo fugas para a Escócia, a história é emocionante e nos prende do início ao fim.

Os protagonistas também trazem personalidades únicas e, juntamente dos secundários divertidos, nos fazem rir e suspirar por todo o livro. Eu gostei bastante de História De Um Grande Amor e agora estou louca para ler os demais volumes da série!

Título: História de Um Grande Amor
Título original: The Secret Diaries Of Miss Miranda Cheever
Série: Trilogia Bevelstoke
Volume: 1
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788530601089
Ano: 2020
Páginas: 288
*O livro lido foi uma cortesia da Editora Arqueiro
Compre: Amazon

Conheça os outros livros da Julia Quinn:

Comente com o Facebook:

1 comentários:

  1. Olá Ana Luiza :)
    Adorei a sinopse do livro, é mesmo o meu género de história favorita. Parabéns pela resenha.
    Vou colocar o livro na minha lista, afinal Julia Quinn nunca desaponta.
    Beijo
    Mundo da Fantasia

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)