12.11.18

5 romances de época com protagonistas femininas empoderadas


Um equívoco muito comum quando se trata de história é achar que as mulheres do passado não eram guerreiras, questionadoras e líderes como as de hoje. Só porque os livros de história resolveram apagar a nossa contribuição para a cultura, a ciência, a economia, a sociedade e história como um todo, não significa que não participamos dela. Por isso me irrita profundamente quando pego um romance de época que traz uma mocinha abobalhada, sem personalidade, que está só a espera de um homem para salvá-la, colocar uma aliança em seu dedo e lhe dar uma penca de filhos.

O problema não é uma heroína de livro querer se casar e ter filhos, há muitas delas que desejam isso e ainda são empoderadas. A questão é que, quando o romance de época reduz uma protagonista feminina a isso, ainda mais sobre a desculpa que as coisas na época eram assim, está fazendo um verdadeiro desfavor a sociedade. As mulheres são mãe e esposas há milhares de anos, mas também são sonhadoras, revolucionárias, cientistas, artistas, mulheres de negócio, e muito mais. Por isso, quando um romance de época consegue trazer uma personalidade feminina complexa e inspiradora, precisa ser celebrado! 

Quando vi a TAG literária Girl Power, no Instagram @tagdelivros, em homenagens as mulheres badass da literatura, imediatamente lembrei de algumas dos romances de época. Assim, decidi fazer uma listinha exclusiva de livros do gêneros com mocinhas que me inspiram com sua força, inteligência e poder! Sem delongas, vamos falar das obras?

Leia também:
Melhores romances de época: Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4


1 - Um livro com uma personagem feminina favorita

A primeira categoria foi logo a mais difícil de escolher, já que os romances de época estão cheios de protagonistas incríveis e que amo bastante. Mas, uma das minha favoritas, e a primeira que acabou surgindo na minha mente foi a Lady Georgiana de Nunca Julgue Uma Dama Pela Aparência. No último livro da série Clube dos Canalhas, da Sarah MacLean, conhecemos melhor a personagem, que protagonizou também algumas das melhores cenas dos volumes anteriores. Lady Georgiana nos é apresentada como uma jovem mãe solteira que, após ser excluída da sociedade aristocrata, fez sua reputação e fortuna no submundo dos cassinos londrinos. Além de uma mãe gentil e uma amiga fiel, a mocinha é uma implacável dona de negócios, uma mulher inteligente que sabe usar as situações a seu favor. Eu gosto que Georgiana não precisa ser salva, pelo contrário, ela é, muitas vezes, quem salva os outros. Sem falar que a personagem ainda possui bastante bom humor, nos entregando cenas muito divertidas em Nunca Julgue Uma Dama Pela Aparência, obra que recomendo sem pensar duas vezes!

Conheça melhor a série Clube dos Canalhas:


2 - Um livro com uma personagem líder

Como a Sarah MacLean, a Tessa Dare é uma autora que sempre traz mocinhas empoderadas e inspiradoras. Uma das minhas queridinhas é Susanna, de Uma Noite Para Se Entregar (volume 1 da saga Spindle Cove) uma das heroínas mais líderes (e inteligentes e divertidas) sobre a qual já li. Sozinha, ela transformou a pequena vila onde mora em um refúgio para garotas como ela, desajustadas socialmente, e ainda criou uma boa fonte de renda para quem já morava ali. Além transformar a cidade em um ponto turístico badalado e se tornar um pilar para sua comunidade, Susanna ainda ajuda as garotas e mulheres ao seu redor a se tornarem mais confiantes e se livraram das amarras que a sociedade coloca nelas. Ah, e a protagonista ainda administra o castelo da família sem qualquer ajuda. Uma Noite Para Se Entregar não é um romance perfeito, mas uma das coisas que o faz irresistível é sua heroína, um exemplo de empoderamento e liderança feminina dentro das pequenas comunidades.

Conheça toda a série Spindle Cove:


3 - Um livro com uma personagem rebelde

Uma mistura de romance de época, fantasia medieval, aventura e espionagem, o que não falta a O Beijo Traiçoeiro é rebeldia em sua protagonista. A obra de Erin Beaty conta a história de Sage, uma jovem que, diferente das garotas da sua idade, não quer saber de casamento, vestidos pomposos ou bailes luxuosos. Contudo, se tornar a assistente de uma famosa casamenteira é a única maneira que ela encontra de fugir do altar. E, no novo trabalho, Sage acaba se envolvendo em intrigas militares, espionagem e batalhas para proteger o reino. Apaixonada pelos livros, dona de uma língua afiada e inteligente e curiosa demais para seu bem, eu me identifiquei com Sage logo de cara. Ela é uma rebelde sonhadora, mas madura e cheia planos minuciosos para chegar onde quer. Sage torna a leitura de O Beijo Traiçoeiro ainda mais deliciosa e divertida!

- Leia a resenha e veja fotos do livro


4 - Um livro com uma personagem sonhadora

Muitos romances de época trazem mocinhas sonhadoras, mas poucas tão dedicadas a tornar seu sonho real como Clio, de Diga Sim Ao Marquês. Eu não disse que a Tessa Dare só criava heroínas empoderas e incríveis? Pois bem, Clio é as duas coisas. A protagonista do 2º volume da série Castles Ever After administra seu próprio castelo e sonha em torná-lo a sede de sua cervejaria. Além de lutar para se tornar uma mulher de negócios e produzir cerveja de alta qualidade, acompanhamos Clio, ao longo de Diga Sim Ao Marquês, também batalhar para se livrar de um compromisso com um homem que não a ama. Claro que ela acaba se apaixonando por outro cara, um pretendente impossível, mas irresistível ao longo do livro... Contudo, Clio nunca deixa de ser independente e, claro, de sonhar!

Saiba mais sobre a série Castles Ever After nas resenhas dos livros:


5 - Um livro com personagem que te inspira como mulher

A Sarah MacLean também não erra na hora de bolar suas protagonistas. Outra que amo profundamente é a Calpúrnia, que também poderia ter entrado como a personagem sonhadora ou favorita! A mocinha de Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar é, confesso, um pouco chatinha a primeira vista. Uma leitora assídua, Callie sonha em viver grandes aventuras, mas passou a vida sendo boazinha e seguindo todas as regras. Mas, justamente o que torna a personagem tão inspiradora é que um dia ela se cansa disso tudo e resolve fazer o que bem desejar. Desde andar a cavalo sem ser de lado, a beber uísque e beijar alguém apaixonadamente, em Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar, a protagonista se coloca nas situações mais malucas para quebrar as convenções sociais uma primeira e última vez. E acompanhá-la nessa jornada de rebeldia e autodescoberta é o o que torna a leitura do livro incrível e a mocinha muito inesquecível! Impossível não se inspirar em Callie e quer ser um pouco mais ousada depois desse romance de época!

Conheça melhor esse e os outros livros da série Os Números do Amor:


E essa foi a listinha de hoje, sobre 5 romances de época com protagonistas femininas empoderadas! O que acharam das minhas escolhas? Já leram algum desses livros? E agora me contem: quais suas protagonistas femininas favoritas e mais empoderadas do gênero?

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Eu ainda não li nenhum desses mas já anotei as dicas porque amei saber que as personagens são empoderadas :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Esses livros são incríveis, já li todos! kkk

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)