20.8.18

Resenha: A Verdade Sobre Amores e Duques - Laura Lee Guhrke


A HISTÓRIA

No passado, Henry Cavanaugh, o duque de Torquil, se deixou levar pelos seus sentimentos e acabou se arrependendo amargamente. Agora, ele vive apenas sobre as regras da lógica e do dever. Ele quer garantir que a sua família e suas propriedades sejam bem cuidadas e nada mais. Contudo, quando descobre que sua mãe fugiu de casa para se casar com um pintor, o mundo do duque desmorona. Se sua mãe seguir com esse matrimônio impulsivo, destruirá a reputação de toda a família.

“- Amamos quem amamos, Henry. O amor não pode se curvar à vontade pessoal.” pág. 60

Sabendo que a duquesa viúva não o escutaria, Henry decide recorrer a outra pessoa para resolver o problema. Aparentemente, foi a conselheira amorosa Lady Truelove que incentivou a mulher mais velha a seguir seu coração. E, agora, o duque vai obrigar a jornalista a convencer a mãe dele a voltar para o lado da razão. Irene Deverill surpreende-se quando o duque de Torquil descobre que ela dá conselhos amorosos em seu jornal, sobre o pseudônimo de Lady Truelove. Mas, ela fica mais chocada ainda quando ele a chantageia para resolver toda a confusão de sua família. A frente de seu tempo, Irene é uma sufragista que se orgulha de sustentar a família com seu trabalho. Assim, quando Henry ameaça fechar seu jornal, ela não vê outra opção além de ceder as ameaças dele. 

Contra sua vontade, a jornalista de muda para casa do duque de Torquil com a irmã mais nova. Oficialmente, a duquesa viúva vai prepará-las para serem apresentadas a sociedade Mas, secretamente, Henry quer que Irene use seu tempo para convencer a mãe a não se casar. Irene não quer enganar a mãe do duque, mas seu maior problema acaba sendo o próprio aristocrata. Entre discussões acaloradas, Henry e Irene acabam se sentindo inevitavelmente atraídos um pelo outro. Entretanto, nenhum dos dois que se casar ou provocar um escândalo, então como viver a paixão que surge entre eles? E, pior, como evitar que a atração física se torne em algo a mais?


A SÉRIE

A Verdade Sobre Amores e Duques, de Laura Lee Guhrke, é o primeiro volume da série Querida Conselheira Amorosa (Dear Lady Truelove). Até o momento, a saga conta com 3 livros e promete histórias de amor muito divertidas, assim como surpreendentes. Nesse 1º volume, conhecemos a história de Irene Deverill, uma editora e jornalista que dá conselhos amorosos como Lady Truelove. A vida da sufragista muda quando o duque de Torquil entra na sua vida. No 2º volume da saga, The Trouble With True Love, a irmã de Irene, Clara, assume o papel de Lady Truelove. Um dia, seu caminho acaba se cruzando com um herdeiro irresistível, Rex Galbraith, que fica decidido a expor sua profissão secreta... e a seduzi-la. A sinopse do livro 3, Governess Gone Rogue, ainda não foi divulgada, mas a obra deve ser lançada, no exterior, em 2019.


A LEITURA

Eu estava curiosa para ler A Verdade Sobre Amores e Duques, mas confesso que não tinha expectativa alguma para a obra. E talvez por isso que a leitura acabou sendo bastante gostosa e divertida. A narrativa em terceira pessoa da autora é boa e flui bem. A história tem grandes doses de humor e, em especial, diálogos rápidos e afiados que deixam a leitura ainda mais cativante. Além da boa escrita, A Verdade Sobre Amores e Duques conquista por causa de sua trama. Mesmo sem grandes surpresas ou reviravoltas, o livro traz uma história única e que consegue fugir de alguns clichês. 

“- Meu Deus – disse Irene, engasgada -, seu coração bombeia sangue ou água gelada? Ou talvez o senhor não tenha coração.
- Meu coração, srta. Deverill, não é da sua conta.
- Graças a Deus – resmungou ela.” pág. 81

Com uma mocinha empoderada e um mocinho teimoso, A Verdade Sobre Amores e Duques proporciona um romance explosivo, com muita sedução, aventuras e desventuras amorosas. E, ainda, como tramas secundárias, temos o drama do casamento da mãe de Henry com um pintor oportunista e também a reconciliação de Irene com os avós por parte de mãe. A obra me conquistou logo de cara, tanto que só não terminei o livro em dois dias porque fiquei adiando a despedida. O casal demora a aceitar os sentimentos que tem um pelo outro, tanto que há poucas cenas de paixão, todas no último terço da história. Mas, a falta de momentos mais quentes é compensada por uma lenta sedução que nos deixa vidrados na história. Desde o início é possível perceber que há algo entre o casal, mas a atração é construída de forma mais lenta, dando ênfase ao fato de que grande parte da química dos mocinhos vem do fato deles terem visões muito diferentes do mundo, mas uma preocupação semelhante com sua família. 


OS PERSONAGENS

Eu adorei a Irene logo de início. Ela é sufragista, uma mulher independente, empoderada e apaixonada por sua profissão. Mas, mesmo sendo uma dona de jornal de fofocas, ela se importa bastante com todos ao seu redor, inclusive as pessoas que aconselha como Lady Truelove. Henry também é extremamente preocupado com as pessoas sobre sua responsabilidade, mas de uma maneira mais fria do que Irene. Contudo, enquanto ela se permite decidir como viver a própria vida, ele está preso ao modo como foi criado e como esperam que ele seja. Entretanto, Henry é um homem inteligente, que sabe usar as armas que tem para fazer o que faz de melhor: proteger e tornar feliz todos ao seu redor. 

Como um casal, eles são perfeitos um para o outro. Eu gostei que, logo de cara, Henry faz Irene (e, logo, o leitor) refletir como a mídia pode influenciar na vida das pessoas. Afinal, o jornal de Irene divulgava fofocas e conselhos amorosos sem pensar em como isso poderia impactar negativamente na vida dos seus leitores. Por outro lado, Irene ensina Henry que ele não precisa viver o tempo todo dentro das regras e que pode, a sua maneira, fazer o que realmente deseja sem destruir a reputação da sua família. Mais do que isso, A Verdade Sobre Amores e Duques é também uma história sobre dar uma chance ao amor. Mágoas do passado de Henry e o medo de Irene de perder sua liberdade os fazem hesitar quando se sentem atraídos um pelo outro, mas logo ambos aprendem que o amor pode vencer a maioria das barreiras.

A Verdade Sobre Amores e Duques também conta com um bom número de personagens secundários muito cativantes. Me diverti muito com os sobrinhos pestinhas de Henry e curiosa sobre uma das jornalistas que trabalha para Irene. Mais do que isso, fiquei ansiosa para ler o próximo volume da série Querida Conselheira Amorosa. A Clara, irmã da Irene, que vai assumir a coluna de conselhos no livro 2, me soou bastante sem graça em A Verdade Sobre Amores e Duques. Contudo, tenho esperanças que a autora nos apresentará uma nova, e mais interessante, faceta da mocinha em sua própria história.


CONCLUSÕES FINAIS

Em resumo, A Verdade Sobre Amores e Duques é um romance de época apaixonante e divertido. A história de amor entre uma jornalista sufragista e um duque é inusitada, bem-humorada e gostosa de ler. Enquanto trocam muitas farpas e discutem graças a suas diferentes visões do mundo, os mocinhos também embarcam em um lento e sensual jogo de sedução. Apesar de não ter muitas reviravoltas ou altos e baixos, a leitura é muito cativante e fofa para se resistir. Gostei bastante do livro e fiquei intrigada para ler mais obras da Laura Lee Guhrke.

QUOTES FAVORITOS

“- (…) Não importa o que diga, ou como queira definir o sentimento, você a amava e, para mim, o amor nunca é um erro, mesmo que traga dor ou não dure.” pág. 65

“- Quer saber a diferença entre paixão e amor? - Henry enrolou o braço na cintura feminina, puxou-a contra o próprio corpo e inclinou a cabeça. - Isto é paixão – disse, beijando-a.” pág. 191

“ - (…) Tudo o que Lady Truelove lhe diria, de qualquer forma, é para seguir seu coração e me amar. Ame-me, Henry, case-se comigo e me ensine a ser a melhor duquesa possível para que possamos, juntos, cuidar de nossas famílias e tornar o mundo um lugar melhor.” pág. 318


Título: A Verdade Sobre Amores e Duques
Título original: The Truth About Love and Dukes: Dear Lady Truelove
Série: Querida Conselheira Amorosa (Dear Lady Truelove)
Volume: 1
Autora: Laura Lee Guhrke
Editora: Harlequin Books Brasil
ISBN: 9788539825387
Ano: 2018
Páginas: 320
Compre: Amazon - Submarino

Comente com o Facebook:

1 comentários:

  1. Olá,Ana.
    Uma das melhores características dos romances de época para mim é sempre a força da protagonista feminina, seja com personalidades mais sarcásticas, duras, empoderadas, tímidas e doces. Todas são fortes a sua maneira e isso é uma das melhores coisas do gênero.
    Achei a capa fofa e me deu uma vontade de ler sim, vou adicionar a minha lista.
    Beijos,
    Ana.
    www.umlivroenadamais.com.br

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)