16.1.18

Os 15 melhores quotes de O Conto da Aia


Eu terminei O Conto da Aia recentemente, livro mais famoso da canadense Margaret Atwood e, simplesmente, não consigo tirar a obra da minha cabeça! A obra é tão inspiradora e tensa, além de bastante crítica. Para quem não conhecesse, O Conto da Aia se passa em um futuro assustadoramente real, em que os Estados Unidos se tornam um Estado teocrático e totalitarista, que baseia suas leis no Antigo Testamento. Assim, as mulheres perdem seus direitos, são confinadas ao ambiente doméstico e se tornam propriedade do governo. Aquelas que ainda são férteis são obrigadas a se tornarem Aias, e, em um ritual bizarro, são fecundadas (leia-se violentadas) por homens poderosos do governo.


Como podem imaginar, não é uma leitura fácil, mas as reflexões e críticas que O Conto da Aia faz sobre sobre opressão (especialmente feminina), poder, escolha, sobrevivência e liberdade são importantes em um mundo cada vez mais fundamentalista e cheio de ódio como o nosso. A obra ainda conta com uma narrativa quase poética, cheia de metáforas e simbolismos, que, claro, chamam a sua atenção durante a leitura e rendem muitos quotes maravilhosos. Por isso, não resisti a fazer um post inteiro dedicado às melhores e mais impactantes frases de O Conto da Aia! Os trechos, na voz da protagonista, Offred, são poderosos e marcantes, e falam sobre medo, suicídio, juventude, fanatismo religioso, ignorância,  opressão, sexo, amor, morte, esperança e mais! Confiram:


Como outras coisas agora, os pensamentos devem ser racionados.” pág. 16

“Acidentes não existem. Tudo acontece intencionalmente. pág. 31


A juventude deles é comovente, mas sei que não posso me deixar enganar por ela. Os jovens são com frequência os mais perigosos, os mais fanáticos, os mais nervosos com suas armas. Ainda não aprenderam com o tempo sobre as coisas da vida. Você tem que ir bem devagar com eles.pág. 31

Eu me ajoelhei para examinar o piso do armário e lá estava, escrito em letras minúsculas, bem recentes, parecia, riscadas com um alfinete ou talvez apenas uma unha, no canto, onde caía a sombra mais escura: Nolite te bastardes carborundorum. pág. 65

Agrada-me refletir sobre essa mensagem. Agrada-me pensar que estou em comunhão com ela, essa mulher desconhecida.” pág. 66


Éramos as pessoas que não estavam nos jornais. Vivíamos nos espaços em branco não preenchidos nas margens da matéria impressa. Isso nos dava liberdade. Vivíamos nas lacunas entre as matérias. pág. 71

Eu quase engasgo. Ele disse uma palavra proibida. Estéril. Isso é uma coisa que não existe mais, um homem estéril não existe, não oficialmente. Existem apenas mulheres que são fecundadas e mulheres que são estéreis, essa é a lei. pág. 75

Mas isso está errado, ninguém morre por falta de sexo. É por falta de amor que morrermos. Não há ninguém que eu possa amar, todas as pessoas que eu podia amar estão mortas ou em outro lugar. Quem sabe onde estão ou quais são seus nomes agora? Poderiam muito bem não estar em lugar nenhum, como eu estou para elas. Também sou uma pessoa desaparecida. pág. 125


Mas deve haver alguma coisa que ele [o Comandante] quer de mim. Querer é ter uma fraqueza. É essa fraqueza, seja lá qual for, que me atrai. (…) Quero saber o que ele quer. pág. 166

Talvez eu não queira saber de verdade o que está acontecendo. Talvez eu prefira não ter conhecimento. Talvez não possa suportar o conhecimento. A Queda foi uma queda da inocência para o conhecimento.pág. 233

Melhor?, digo, em voz baixa, apagada, Como ele pode pensar que isto é melhor?
Melhor nunca significa melhor para todo mundo, diz ele. Sempre significa pior, para alguns.” pág.  251


Então? Gostaram dos quotes? Eu amei todos! Vocês já leram O Conto da Aia (ou viram a série de TV baseada no livro)? Me contem aí nos comentários e, se puderem, deixem também algum trechinho ou frase legal que chamou a sua atenção no último livro que você leu!

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)