15.4.17

Resenha: Irmãos de Sangue - Nora Roberts


A HISTÓRIA

Caleb, Fox e Gage são amigos desde sempre. Eles nasceram no mesmo dia (7 de Julho) e, aos dez anos, já sabiam que algo maior que amizade os ligava. Assim, no dia de seu aniversário de 10 anos, os três resolvem acampar em uma parte escura e temida da floresta de Hawkins Hollow, a pequena cidade onde moram. E, diante a misteriosa Pedra Pagã, uma grande pedra que é origem de muitos boatos e lendas estranhas e sobrenaturais, eles fazem um pacto de sangue. Contudo, o ritual que era para ser simbólico, que era para marcar a ligação profunda que há entre os três acabou despertando algo profundo e perigoso.

“Cal estendeu o braço. Fox e depois Gage esfregaram seus pulsos marcados no dele.
- Irmãos em espírito e mente. Irmãos de sangue para todos sempre.” Pág. 33

Desde aquela noite de terror em seu aniversário de 10 anos, Caleb, Fox e Gage nunca mais foram os mesmos. Mais de vinte anos se passam e eles não se machucam ou ficam doentes mais, sem falar que possuem habilidades estranhas e poderosas. E, a cada sete anos, durante sete dias, o mesmo inferno toma a vida de Caleb, Fox e Gage e da cidade de Hawkins Hollow. Durante a semana de aniversário dos amigos, as coisas mais bizarras acontecem e as pessoas se machucam seriamente. Caleb, Fox e Gage sabem que, de alguma forma, isso é culpa deles e da coisa que eles libertaram com seu ritual de sangue, contudo, eles não sabem como parar esse inferno que acontece a cada sete anos e que está ficando cada vez pior.


Quinn Black é uma repórter pouco convencional. Ela viaja o país atrás dos eventos sobrenaturais mais assustadores e bizarros. E seu novo livro será sobre Hawkins Hollow e estranha onda de medo, violência e morte que assombra a cidade a cada sete anos. Ela está disposta a ir até o fundo dessa história, mas há pessoas que querem manter os segredos da cidade bem escondidos. E Caleb é uma dessas pessoas. Ele é amigável com Quinn, mas não sabe se pode confiar para ela os mistérios da sua vida e da sua cidade. Contudo, as coisas mudam rapidamente quando, em poucos dias, ele percebe que, além de bonita, Quinn é inteligente e determinada.

Quinn sabe que algo de muito errado, poderoso e perigoso está acontecendo em Hawkins Hollow, mas será que ela terá forças o suficiente não só para descobrir sobre o que tudo se trata, assim como impedir que os acontecimentos infernais repitam mais uma vez? De algum modo, a repórter sente que está envolvida com a coisa toda de uma forma profunda e sobrenatural, talvez porque está cada vez mais atraída por Caleb, ou porque está vendo e sentido coisas sombrias que não podem ser explicadas racionalmente. Quinn e Caleb não conseguem ficar longe um do outro e a chama da paixão queima forte entre os dois. Contudo, será que se entregar a esse desejo não colocará a vida deles e de todos na amaldiçoada cidade em risco? Ou o romance dos dois será o início da salvação de Caleb, Fox e Gage e Hawkins Hollow?


A SÉRIE

Irmãos de Sangue é o primeiro livro da Trilogia A Sina dos Sete, de Nora Roberts. Essa saga conta a história de Caleb, Fox e Gage, três amigos que, sem saber, liberam um poderoso e maléfico ser sobrenatural, que, a cada sete anos, traz o inferno para a pequena cidade de Hawkins Hollow, onde eles vivem. Contudo, as coisas começam a mudar quando Quinn, e depois Layla e Cybil, chegam a cidade - três mulheres que, de alguma forma, estão envolvidas com esse mistério mágico. Assim, paixão surge na vida desses seis personagens, que começam uma aventura perigosa por respostas para salvar a cidade e os homens de sua maldição, que, em meio a tanta morte e destruição, acabam encontrando também o amor.

“O Sol brilhou no céu e o vento parou. Eles saíram da clareira para a floresta invernal, três homens, três mulheres e um cão. Em seu lugar, a Pedra Pagã permaneceu silenciosa, esperando pela volta deles.” Pág. 279

A LEITURA: CENÁRIO, TRAMA E NARRATIVA

Eu estava bastante curiosa para ler Irmãos de Sangue. Eu adoro as tramas e os personagens da Nora Roberts, assim como mistérios sobrenaturais, e o livro mistura ambos. Apesar de não ser tão bom quanto os livros da minha saga favorita da autora (O Quarteto de Noivas), Irmãos de Sangue foi uma boa e emocionante leitura. O livro já começa bastante intrigante e emocionante, nos levando para a pequena cidade de Hawkins Hollow e a vida dos três amigos protagonistas.

É engraçado como o cenário, uma cidadezinha pequena, ao mesmo tempo fofa e amaldiçoada, deixou a história ainda mais cativante. Gostei que Roberts tenha dedicado alguns momentos para descrever um pouco da vida nesse lugar tão charmoso e envolvido em mágica. Além de um cenário tão cativante, Irmãos de Sangue conta também com uma narrativa gostosa e fluída. A escrita em terceira pessoa de Roberts é bastante descritiva nos momentos certos, e consegue agregar ainda mais um ar de mistério e tensão a história. Contudo, a autora também dá bastante leveza a Irmãos de Sangue. O livro não chega a provocar gargalhadas, mas tem bastante momentos bem-humorados e divertidos de ler. 

Tanto a narrativa quanto a trama misturam mistério sobrenatural e romance (apesar que senti mais falta de um pouco mais de cenas românticas do nosso casal).  Ao longo do livro, acompanhamos simultaneamente Caleb e Quinn se conhecendo e se apaixonando, ao mesmo tempo em que eles e todos os outros personagens lidam com uma perigosa e assustadora criatura sobrenatural. Apesar de não ser tão focado no romance e ter poucas cenas de envolvimento amoroso do casal, Irmãos de Sangue compensa isso com vários momentos sobrenaturais, que, por sua vez, deixaram a história bastante rápida de ler, assim como tensa e emocionante. 


OS PERSONAGENS 

Apesar da história ter lá seus momentos de surpresa e vários de ação, o que nos cativa mais em Irmãos de Sangue são os personagens. Eles são bem semelhantes a maioria das mocinhas e mocinhos que vemos nos outros livros da Nora Roberts: tem a mulher bem organizada, cuja determinação não pode ser parada por ninguém (Quinn); a mulher cautelosa e romântica, mas que sabe bem o que e quem quer (Layla); e a mulher teimosa, cabeça quente e super inteligente (Cybil); enquanto também temos o cara responsável e fofo que quer cuidar de todo mundo (Caleb); o cara que faz tudo certo, mas no fundo tem uma pitada de rebeldia (Fox); e o bad boy marcado por um passado sombrio que é sempre rude, mas completamente apaixonante (Cage). Contudo, mesmo usando modelos já vistos em outros livros seus, a autora consegue trazer personagens cativantes e por quem nos apegamos. Os seis mocinhos da Trilogia A Sina dos Sete são clichês sim, ao mesmo tempo em que soam únicos e, claro, muito fofos. Até o momento, o meu favorito de todos é Cage (quem resiste ao bad boy que fala o que pensa e faz o que quer?) e estou especialmente ansiosa pelo livro dele (o terceiro volume, A Pedra Pagã).

O Cage é meu favorito, mas eu adorei o casal protagonista de Irmãos de Sangue. Quinn é uma mulher decidida, que não tem medo de desafios, mas sabe a hora de pedir ajuda. O Caleb é aquele cara fofo de cidade pequena, que quer resolver todos os problemas do mundo e protege quem ama até a morte. Juntos, eles se completam: ele faz ela aprender a ter paciência e cautela, enquanto ela o deixa mais ousado e menos preocupado com o resto do mundo. O relacionamento deles não se desenvolveu como eu queria: demorou demais no início e avançou demais no final. Eles quase não tem cenas românticas juntos antes de estarem se declarando eternamente apaixonados, mas são um casal tão fofo e divertido que acaba não fazendo muita diferença.


A EDIÇÃO

A edição de Irmãos de Sangue está muito boa. O texto não tem qualquer tipo de erro e a tradução está excelente. A diagramação, como de costume da Editora Arqueiro, é simples, as páginas não trazem qualquer detalhe, mas só delas serem amareladas já deixa a leitura mais confortável, assim como uma fonte em bom tamanho. Eu gosto da capa de Irmãos de Sangue, ela não é bonita, mas é sombria e misteriosa e desperta a vontade de ler o livro, além de combinar com a história, já que traz a entrada de uma floresta, e há bastante importância na floresta da cidade onde a obra se passa, já que é lá que os três amigos fazem seu ritual que desencadeia tudo.


CONCLUSÕES FINAIS

Menos romântico do que eu esperava, Irmãos de Sangue não decepciona como um mistério sobrenatural. A obra tem lá seus clichês, mas é extremamente cativante, intrigante e gostosa de ler. O livro tem personagens cativantes e fofos, assim como muita ação e acontecimentos sombrios, mas consegue ser bem-humorado e uma leitura leve e muito rápida. Irmãos de Sangue introduz bem a história da Trilogia A Sina dos Sete e acho que vou gostar de cada livro com um casal diferente, mas mesmo pano de fundo e vários e complicados mistérios sobrenaturais. Estou curiosa pelos próximos volumes, quero ver como essa batalha mágica vai terminar.

QUOTES FAVORITOS

Seu legado para elas era de sangue, coração e visão.” Pág. 9

- (…) A gente se conhece quase desde sempre. Nascemos no mesmo dia. Isso nos torna… diferentes – disse ele, procurando palavras das quais não estava bem certo. Acho que especiais. Somos mais que melhores amigos. Comos como irmãos.
Cage olhou para a faca e depois para o rosto de Cal.
- Irmãos de sangue.” Pág. 32


Título: Irmãos de Sangue
Título original: Blood Brothers
Série: Trilogia A Sina dos Sete
Volume: 1
Autora: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416787
Ano: 2017
Páginas: 288
*Esse exemplar foi uma cortesia da Editora Arqueiro
Compre: Amazon - Submarino

Conheça mais livros da Nora Roberts: 

Comente com o Facebook:

1 comentários:

  1. Oi, Ana!!

    Eu fiquei bem curiosa sobre essa trilogia por conta dessa maldição dos sete anos.
    Ele já está na minha lista e fiquei bem mais curiosa agora com sua resenha.
    Vou tentar pegá-lo em breve! :)

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)