29.6.16

Resenha: A Caminho do Altar - Julia Quinn


A HISTÓRIA

Gregory Bridgerton é um romântico. Ele sempre ouviu histórias sobre como seus pais eram apaixonados e viu cada um de seus sete irmãos se casarem por amor. E agora ele espera ansioso pela sua vez. Gregory é tipo de pessoa que está sempre bem-humorada e que leva uma vida tranquila. Por isso, ele anseia pelo momento no qual encontrará a mulher certa que tornará seus dias mais belos. E, em uma festa na casa do irmão Anthony, completamente por acaso, ele a encontra.
“Era o paraíso. Esqueça os anjos, esqueça São Pedro e harpas brilhantes. O paraíso era uma dança nos braços do seu verdadeiro amor. E quando a pessoa em questão estava a apenas uma semana de se casar com outro, era preciso agarrar o paraíso com força, com ambas as mãos.” Pág. 210
A primeira coisa que Gregory viu foi sua bela nuca e cabelos de um loiro esplêndido. O mundo de Gregory praticamente parou no momento em que ele se apaixonou, à primeira vista, pela bela Hermione Watson. Além de bonita, a garota ainda é muito gentil e adorada por todos. E também de completamente apaixonada por outro homem. É a melhor amiga dela, Lucinda Abernathy, quem avisa Gregory que o coração da sua amada já tem dono.


Lucy já se cansou de ver essa mesma cena. Um cavalheiro coloca os olhos na sua belíssima amiga e passa as próximas semanas correndo atrás dela, em vão. Lucy sabe que Hermione não vai dar qualquer bola para Gregory, como não deu para os outros, o que não o impede de tentar. Vendo que Gregory está fazendo tudo errado, ela acaba resolvendo ajudá-lo. Lucy só quer que a amiga seja feliz, mas sabe que os pais de Hermione jamais vão permitir seu casamento com o homem que ela ama, por isso, resolve incentivar Gregory – que além de bonito, rico e bem-nascido, é um homem gentil que tratará a amiga bem.

Gregory não esperava a ajuda de Lucy, mas fica animado com um auxílio dela. Lucy é uma garota inteligente, divertida e organizada, mesmo que completamente cínica e descrente no amor. Eles acabam se aproximando, por causa de Hermione, e caminhando para se tornar bons amigos. Contudo, Lucy, que sabe muito bem que não deveria olhar para outro homem, já que sua mão está prometida em casamento para um homem que viu duas ou três vezes na vida, acaba se apaixonando por Gregory. Sim, logo ela, que não acreditava em amor. Mas, Gregory ama Hermione e Lucy sabe que ele nunca a amará da mesma forma. Entretanto, o destino dá uma reviravolta completa na vida dos três e tudo muda na vida e nos corações de Hermione, Gregory e Lucy. Mas será que, mesmo assim, eles encontrarão seu final feliz?


A SÉRIE

A Caminho do Altar é o oitavo e último livro da série Os Bridgertons, que ganhou também um volume extra com contos de casa um dos casais da saga. Contudo, cada livro da série é independente e traz um casal diferente. Sempre com protagonistas de personalidade forte e histórias divertidas e românticas, a série é uma das minhas mais queridas, já que foi graças a ela que me apaixonei pelo gênero de romances de época.


A LEITURA

Eu estava ansiosa pela leitura de A Caminho do Altar. Apesar de amar a família Bridgerton, faz alguns volumes que sinto que as histórias perderam um pouquinho do brilho das primeiras. Contudo, Julia Quinn conseguiu nos dar uma boa despedida. A leitura desse oitavo volume é muito cativante e bastante divertida. As páginas voaram e a trama, apesar de não ser muito surpreendente ou mesmo única, foi bem conduzida e conseguiu emocionar na medida certa.

A narrativa em terceira da pessoa da autora continua deliciosa e com boas pitadinhas de ironia, que deixam a leitura ainda mais divertida. Um detalhe inteligente e único de A Caminho no Altar foi que, no início de cada capítulo, a autora colocou uma frase pequena que o definia, mas que não revelava exatamente o que ia acontecer, tipo “Capítulo 1 – No qual o nosso herói se apaixona”, algo que ajudou bastante a manter a minha curiosidade pela história durante a leitura e que ainda rendeu umas boas risadas.


OS PERSONAGENS

Algo que amei foi a presença de Kate e Anthony, meu casal favorito da série, logo no início de A Caminho do Altar. Eles continuam um amor e bastante divertidos. A mamãe Bridgerton, a sagaz Violet, e a caçula da família, a fofoqueira Hyacinth, também fizeram suas aparições e ajudaram a deixar a obra mais gostosa trocando provocações com Gregory, mas também o ajudando. Contudo, o nosso herói da vez não conseguiu me cativar tanto quanto os outros. Gregory é doce e gentil, mas não conseguiu esbanjar uma personalidade única ou mesmo muito apaixonante como nenhum outro mocinho da série e nem mesmo como os outros Bridgertons. No fundo, ele me soou só como um garoto mimado, que queria mostrar para o mundo que era independente e bonzinho, mas que, no fundo, era um garoto entediado com a própria vida boa, sem sonhos ou desejos profundos. 

E algo que realmente me irritou em A Caminho do Altar foi essa superficialidade dos sentimentos de Gregory, assim como os de Hermione. Os dois se diziam profundamente apaixonados (não um pelo outro), mas ele só estava encantado com a beleza dela e, ela, só desejava alguém que era inalcançável. E os dois, nesse sentido, acabaram sendo muito parecidos, mesmo que, no livro, o Gregory tenha pensado que não. Tanto ele quanto Hermione são jovens bem-nascidos e educados, mas tão perfeitinhos que chegam a não ter nenhuma personalidade própria. Eles estavam desesperados para se apaixonar porque simplesmente não tinham mais o que fazer. E, infelizmente, eles não mudam em nada ao longo do livro. Gregory até que tenta fugir do óbvio e lutar pelo seu amor, mas não conseguiu me convencer.

Nesse sentido, a nossa mocinha é a salvação. Lucinda tem personalidade de sobra. Ela é inteligente e divertida, um pouco cínica e com mania de organização. Apesar de, como Hermione, ser o tipo de garota que fazem tufo o que se espera dela, Lucy é sempre honesta sobre os seus sentimentos e não se apaixona ou mesmo faz amizade com alguém com levianidade. Lucy não é superficial como a amiga e Gregory, ela tem seus defeitos, mas também seus sonhos e desejos. Mas mesmo uma mocinha de tamanha força e que me cativou profundamente não conseguiu compensar o mocinho super sem graça. Apesar de, no final, ser um casal fofo, Lucy e Gregory não combinam em nada e não tenho vergonha de admitir que teria gostado muito mais do livro se eles tivessem terminado felizes, mas com outras pessoas.


A EDIÇÃO

Quanto a edição, só tenho elogios. A tradução estava excelente e não encontrei erro algum no texto. A diagramação é simples, mas o tamanho e tipo de fonte estavam bons e, com as páginas amareladas, ajudaram a deixar a leitura confortável. Essa capa é maravilhosa, combina perfeitamente com as outras da série e também com o ar leve e fofo desse volume.

CONCLUSÕES FINAIS

A Caminho do Altar não foi uma leitura ruim. Pelo contrário, devorei o livro em poucas horas e me diverti bastante enquanto o fazia. Apesar de ter sido uma boa despedida para a saga, a obra não conseguiu me cativar e marcar tanto quanto os primeiros livros da série. O casal não me convenceu, assim como o mocinho, que soou sem personalidade.

A Caminho do Altar é fofo, divertido e gostoso de ler, mas não espere um romance arrebatador. Ainda assim, eu recomendo milhares de vezes a série da Família Bridgerton. Alguns livros são melhores que outros, os quatro primeiros foram os que mais me marcaram, mas todos valem a pena. São obras leves, romances de época para descansar a cabeça, dar boas risadas e se apaixonar junto com os personagens!

Título: A Caminho do Altar
Título original: On the Way to the Wedding
Série: Família Bridgerton
Volume: 8
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415735
Ano: 2016
Páginas: 320
*Esse livro foi uma cortesia da Editora Arqueiro
Compre: Amazon - Submarino - Americanas

Leia também:
- O Duque e Eu - Série Família Bridgerton - Volume 1

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Olá, eu sinto o mesmo que você. Ainda não li o livro, mas a partir do quarto volume os personagens deixaram de me cativar e eu não gostei tanto assim dos livros. Gostei mais dos três primeiros, infelizmente, já que a série possui oito livros. Mas espero que me despedir bem e estou ansiosa para ler esse volume.
    Abraços.
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os três primeiros são incríveis, mas até que valeu a pena ler toda a série e conhecer melhor toda a família!

      Excluir
  2. A capa é lindíssima e o enredo despertou a minha curiosidade. Gostaria de ler sim! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2016/06/campanha-voltapocker.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é divina mesmo! E a obra é bem divertidinha, vale a pena viu! rs

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Não li nenhum livro dessa série ainda, acredita? Me sinto um tanto deslocada, rs. Adorei a resenha e o livro me pareceu bem interessante.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, a série é incrível menina, pelo menos para quem curte romances! Leia pelo menos os três primeiros depois, eles são maravilhosos demais! rs

      Excluir
  4. Oi, Ana! Tudo bem?

    Amigaaaa!

    Você tem a coleção completa? Que fotografia linda! Adorei!
    Quanto aos livros da Julia Quinn, não sou tão apaixonado ainda... na verdade não li nada dela, mas, o gênero clássico, não é tão meu forte.

    Bem, sua resenha (como sempre) muito bem explicada revela o real sentimento que o livro passa ao leitor. Acredito que amantes do gênero literário irão gostar. Parabéns!

    PS: Depois de um tempão, enfim voltei! :D

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho sim, graças aos maravilhosos da arqueiro rs Obrigada! Romances de época são incríveis, uma pena que você não curte muito...

      Excluir
  5. Que coleção mais linda e que fotos maravilhosas! Morro de vontade de ler. Ainda não consegui comprar nem o primeiro, mas espero poder em breve. *_*

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Espero que consiga ler a série em breve!

      Excluir
  6. Amiga fico tão feliz ao ler sua opinião positiva sobre o último livro da série Os Bridgertons. Assim como todos que conheço também amei a leitura de cada livro, mas parando agora para pensar em suas palavras percebo que concordo que os primeiros quatro livros foram mais arrebatadores. Mas enfim com certeza essa será uma das série inesquecível na minha vida de leitora e será relida sempre que a saudade bater, tipo todos os anos!!!???
    Como sempre adorei sua postagem, a forma como você estrutura sua resenha e suas lindas fotos.
    Parabéns pelo lindo trabalho que você faz aqui. Beijos querida e saudades!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os primeiros foram os melhores, mas vale a pena, com certeza, ler a série toda! Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha! ;D

      Excluir
  7. Não quero me despedir da série!
    Os Bridgerton é uma das minhas séries favoritas e to com um aperto no coração por chegar ao fim. :/
    Acho os livros doces e tocantes, singelos e divertidos, e acima de tudo tocantes e arrebatadores. Só a Julia consegue fazer isso comigo, e com histórias simples de amor que nos tocam e fazem refletir.
    Tomara que a editora traga mais livros da Julia muuuito em breve, para matarmos a saudade e não ficarmos em abstinência. haha
    Pena que o protagonista não te conquistou completamente, por ser o ultimo talvez a expectativa estava lá em cima né?! :/
    To enrolando para ler porque não quero me despedir, haha


    Super beijo,
    May - mayeosvicios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu acho que já estava na hora de dizer adeus aos personagens! COntudo, vou relembrar de todos com carinho! Sim, também estou torcendo por mais livros da autora rs

      Excluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)