27.6.16

Para quem gosta de escrever: dicas de 5 autores famosos


Para ser completamente honesta com vocês, nada acalma mais a minha alma, nada consegue me dar maior sensação de prazer e felicidade do que escrever (nem mesmo ler livros). De alguma maneira que não consigo descrever completamente, colocar palavras em um papel e, melhor ainda, colocar histórias e personagens e emoções em palavras, é a coisa mais gratificante, prazerosa, terapêutica, mágica, transcendental do universo. Mas também uma das mais difíceis.

Lembram que no início desse ano bolei um projeto de escrita? Lá no post de apresentação do projeto, falei sobre como escrever demanda mais hábito do que criatividade ou talento. E bom, hábito é uma coisinha complicada de manter, seja de escrita ou qualquer outra coisa. Eu acabei abandonando o projeto de escrita aqui do blog para escrever uma das mil ideias de livros que eu tinha na cabeça e, bom, acabei abandonando isso também...

Aquele momento de frustração em que a escrita não flui... Quem nunca?

Mas, hoje não vim falar sobre como procrastinar e desistir fazem parte da vida de quem gosta de escrever e que um dia quer se tornar escritor (apesar que o assunto renderia umas boas, e longas, postagens com certeza)! Eu realmente quero voltar a escrever mais, com mais frequência e qualidade, e nada me deixa mais animada para tal do que ler dicas e as experiências alheias sobre o assunto! É muito bom ver que não sou a única nesse barco e que muita gente, como eu, ama escrever e adora ler e falar sobre isso! 

Então, dedicado a essas pessoas, resolvi trazer hoje algumas dicas incríveis sobre escrever e ser escritor. Mas, não são recomendaçõezinhas aleatórias de pessoas quaisquer não! Eu trouxe os mestres, os amados, os famosos, os publicados, para nos ajudar nessa barra que é gostar escrever! Se você é desses, me acompanhem então e conheça esses conselhos incríveis de 5 autores famosos para quem curte escrita:

- Leia também: Papo de Escritor: como começar a escrever um livro


1 - Uma dica sobre linguagem, de C.S. Lewis

"Não use palavras exageradas demais para o assunto. Não utilize “infinitamente” quando deseja dizer “muito”, caso contrário você não terá nenhuma palavra à altura quando você quiser falar sobre algo realmente infinito." 

Palavras de C. S. Lewis para Joan Lancaster (26 de Junho de 1956), uma jovem garota americana que escreveu a ele pedindo conselhos sobre como escrever. Para quem não conhece, o que acho difícil, Lewis é autor da saga de As Crônicas de Nárnia. Entretanto, o britânico também foi  professor universitário, escritor, romancista, poeta, crítico literário, ensaísta e apologista cristão, e escreveu muitas outras obras, tanto de ficção quanto não ficção e até mesmo de poesia.



2 - Dicas sobre como se tornar um escritor, de Anne Rice

"Na escrita, o meu conselho é o mesmo para todos. Se você quer ser um escritor, escreva. Escreva e escreva e escreva. Se você parar, comece novamente. Salve tudo o que você escreve. Se você se sentir bloqueado, escreva até que você sinta sua criatividade fluir novamente. Escreva. Escrever é o que faz um escritor, nada mais e nada menos. Ignore críticos. Qualquer um pode ser um crítico. Escritores são inestimáveis. Na sua escrita, vá onde o prazer está. Vá onde a dor está . Escreva o livro que você gostaria de ler. Escreva o livro que você tem tentado encontrar, mas não encontrou. Mas escreva.

E lembre-se, não há regras para a nossa profissão. Ignore as regras. Ignore o que eu digo aqui se isso não ajudá-lo. Faça o seu próprio caminho. Cada escritor conhece o medo e desânimo. Apenas escreva. O mundo está chorando por nova escrita. Ele está chorando por vozes frescas e originais e novos personagens e novas histórias. Se você não vai escrever os clássicos de amanhã, bem, não teremos nenhum. Boa sorte." 

Palavras da Anne Rice, em seu próprio site. Anne ficou famosa escrevendo sobre vampiros, seres, em suas tramas, cheios de paixão, desejos, teorias, sentimentos, defeitos e qualidades. Entrevista Com Vampiro é sua obra mais cultuada, um clássico terror fantástico que foi maravilhosamente adaptado para o cinema em 1994. Contudo, a autora escreveu também sobre lobisomens e bruxas e até mesmo releituras de contos de fadas e sobre a infância de Jesus.

- Link útil: Em 2012, Anne gravou um vídeo de quase treze minutos com dicas incríveis sobre escrita. O vídeo foi muito bem traduzido para texto nesse post do tumblr Clube de Escrita.


3 - Uma dica rápida sobre como escrever um bom diálogo, de Cassandra Clare

"Uma chave para descobrir se seu diálogo é bom é lê-lo em voz alta. Será que ele soa como algo que alguém realmente iria dizer?"

Palavras de Cassandra Clareem seu próprio site. É uma dica simples, mas brilhante. Eu tive que colocá-la no post, pois uma das minhas maiores dificuldades são diálogos que soem reais e essa recomendação da autora realmente funciona. Se você ainda não sabe, Cassie é autora de uma séries de livros de fantasia urbana que envolvem o mundo fictício dos Caçadores de Sombras, metade humanos, metade anjos, que protegem o mundo contra os demônios e lidam com seres sobrenaturais.

Para conhecer mais, leia as resenhas do blog das obras dela:
Anjo Mecânico - Série As Peças Infernais - Vol. 1
O Códex dos Caçadores de Sombras - Cassandra Clare & Joshua Lewis
As Crônicas de Bane - Cassandra Clare, Maureen Johnson e Sarah Rees Brennan
Cidade dos Ossos - Os Instrumentos Mortais - Vol. 1
- Link útil: a autora tem uma página em seu site (em inglês, infelizmente) dedicada há várias perguntas sobre escrita: http://www.cassandraclare.com/writing-advice/


4 - Dicas de como lidar com o bloqueio criativo, de Joe Hill

"Às vezes o bloqueio criativo  acontece quando sua imaginação quer explorar uma ideia ou assunto específico, e você está com medo de se dar permissão. Talvez você está preocupado que se você escrever sobre "X" sua mãe vai ficar horrorizada, ou seus amigos vão ficar com nojo e decepcionados. Então você tenta pensar em uma ideia que não é "X" e sua imaginação diz: "Oh, eu vejo como isso vai ser, vá se ferrar". 

Sua imaginação funciona como um circuito próprio. Ou você quer ligá-la ou não quer. Claro que também é possível que você simplesmente não esteja "sentindo" esse dia/semana/mês. Faça alguns passeios. Leia algumas histórias curtas. Eu acho que a escrita é um hábito diário fantástico, mas eu também acho que às vezes não há problema em escrever algumas letras e um registo em seu diário. Dê a si mesmo uma pausa. Nenhum dia de trabalho importa tanto assim."

Palavras de Joe Hill, em seu próprio Tumblr. Joe é um dos meus autores mais queridos, que sempre me impressiona com suas obras de terror e horror. E, apesar de claramente ter sido influenciado pelo seu pai, Stephen King, ele tem um estilo próprio e ficou bem cultuado nos gêneros em que escreve. Seu livro mais famoso, O Pacto, ganhou uma adaptação para o cinema em 2013, com o nome de Amaldiçoado e Daniel Radcliffe no elenco.

- Leia a resenha do chocante livro O Pacto
- Leia a resenha do curioso Nosferatu, uma quase releitura única de Drácula


5 - Dicas sobre como se tornar um escritor publicado, de Neil Gaiman

"Como ser publicado? Como você faz isso? Você faz. Você escreve. Você termina o que você escreve. Você olha para os editores/editoras que publicam "esse tipo de coisa", seja o que for. Você envia-lhes o que você fez (uma carta perguntando se eles gostariam de ver o manuscrito todo, ou alguns capítulos e um esboço, será sempre bem-vinda). Mais cedo ou mais tarde, se você não desistir e se você tem alguma quantidade mensurável de habilidade ou talento ou sorte, você começa a ser publicado. Mas para as pessoas que não sabem por onde começar, deixe-me oferecer algumas sugestões:

- Conheça editores. Se você escreve ficção científica, horror ou fantasia, vá para convenções de ficção científica, horror ou fantasia nas quais que os editores vão (principalmente os eventos grandes - procure palavras como "mundial" ou "nacional" no título). O mesmo vale para o romance ou policial. Entre para as associações de escritores. (...)

- Mesmo se você ainda não conheceu quaisquer editores, envie seu material para fora. A "pilha de lama" de manuscritos não solicitados nem sempre é uma coisa ruim - editores têm um enorme prazer em encontrar autores da pilha de lama (Iain Banks e Storm Constantine  são os dois escritores que simplesmente enviaram manuscritos para editoras).

- Se você escreve histórias curtas, não se preocupe com os agentes, basta encontrar lugares em que possa imprimir as histórias e colocá-las no mundo. Se você escrever romances, eu acho que é a mesma coisa. Eu tinha escrito e publicado três livros antes de decidir que era hora de começar com um agente.

- Grupos de escritores podem ser bons ou ruins. Depende das pessoas que estão neles e para que elas estão lá. Em geral, qualquer coisa que faz com que você escreva e mantem você escrevendo é uma coisa boa. Qualquer coisa que faz você parar de escrever é uma coisa ruim. Se você encontrar um grupo escritores que você parar de escrever, abandone-o.

- A outra coisa que eu sugiro é use a internet. Use-a para tudo o que puder: grupos de escritores, feedback, networking, descobrir como as coisas funcionam, ser publicado. Ela existe: tire proveito dela.

- Acredite em si mesmo. Continue escrevendo."

Palavras de Neil Gaiman, em seu próprio site. Ele é autor de romances, roteiros e quadrinhos. Suas obras mais famosas são CoralineSandman, American Gods, Belas Maldições e Stardust. Todos os seus conselhos, acima, são muito bons e bem práticos!

- Link útil: Gaiman mantem o seu Tumblr bastante atualizado e responde, com frequência, todos os tipos de perguntas, inclusive sobre escrita. Apesar de estar em inglês, vale muito a pena dar uma "fuçada" por lá: http://neil-gaiman.tumblr.com

- Dica extra, algo que eu que aprendi com esse post: 

Como Gaiman disse: use a web. A internet é uma benção para escritores e está recheada de dicas e até mesmo tutoriais sobre todos os aspectos que envolvem a escrita de uma história. E a maioria dos autores contemporâneos estão presentes online, sejam em sites ou blogs próprios, ou em redes sociais. E eles adoram falar sobre seus processos de escrita e sempre tentam ajudar novos escritores. Pesquise para você ver, jogue "nome do escritor + dicas de escrita" no Google, você vai encontrar verdadeiras joias (especialmente se pesquisar em inglês ou na língua original do escritor).


Bom amores e esse foi o post de hoje! O que acharam? Curtiram as dicas? Eu achei todas super úteis! Não deixem de comentar aí embaixo se vocês também curtem escrever e quais conselhos que têm sobre o assunto! Beijos e boas escritas para todos!

Comente com o Facebook:

23 comentários:

  1. oi, oi.

    que post mais incrível! <3 amei as dicas e acho que elas são válidas pra qualquer pessoa que deseja escrever um bom artigo, livro ou até mesmo posts pra internet. o uso de linguagem rebuscada, por exemplo, é um saco. eu até entendo geralmente o que leio, mas fico pensando nos outros leitores. há várias formas de falarmos algo interessante sem o uso de trocentas palavras desconhecidas.

    amei!

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha curtido! Sim, linguagem rebuscada é a morte e, na maioria das vezes, uma forma de tentar disfarçar que o conteúdo do texto não é convincente...

      Excluir
  2. Eu amo escrever e adorei essas dicas, o post ficou incrível!
    Mil Beijos!
    https://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico muito feliz que tenha curtido! <3

      Excluir
  3. Oi, Ana!
    Amei seu post. Realmente as dicas do Lewis e da Cassie Clare fazem muito sentido. Diálogos estranhos e linguagem muito difícil atrapalham a leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, fico feliz que tenha curtido! Eu batalho muito nessa questão de diálogos, não sei escrever conversas boas kkk Mas é um saco também quando você está lendo um livro e o diálogo fica forçado...

      Excluir
  4. Amei as dicas, principalmente as da Anne Rice, sobre escrever e escrever o livro que você gostaria de ler.
    Abraços e boa escrita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Realmente, essa é uma excelente dica!

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu amei o post! Algumas dicas eu já sabia, mas inconscientemente. De tanto que a leitura é habitual, sabe? Mas agora que eu li, a minha mente abriu um pouco mais. Li o posto do Lewis no blog Leitor Cabuloso e simplesmente adorei as dicas também! Bjs,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado! Sim, quem lê muito acaba aprendendo, sem saber, muita coisa sobre escrita, mas as dicas do grande são sempre úteis rs

      Excluir
  6. A melhor dica, sem dúvidas, foi a do Neil Gaiman. E ele é um autor consagrado, então vale arriscar e seguir as dicas dele.
    A dica da Cassandra Clare eu já conhecia. O autor Eduardo Kasse já tinha me falado exatamente isso.

    Adorei a postagem.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de junho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ;D Fico feliz que tenha gostado! Nunca li nada do Neil Gaiman, mas ele é realmente um grande autor e suas dicas são incríveis!

      Excluir
  7. Olá! Não sou uma pessoa muito adepta a escrita, em escrever textos, poemas, e tudo mais, contudo, admiro bastante quem escreve e que ótimas dicas você deu no seu post anjo!!

    Beijão da Lari!
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo escrever, por isso leio muito sobre o assunto! rs Mas fico mega feliz que, mesmo não escrevendo muito, você tenha gostado do post! ;D

      Excluir
  8. Olá, Ana!!

    Adorei as dicas que trouxe de outros autores já reconhecidos e a sua própria também.
    Afinal, a internet está aí para isso, né?

    Mas tenho certeza que são ótimas para quem estiver escrevendo o livro. Todas são válidas.

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a internet é um poço de conhecimento kkk Fico feliz que tenha curtido o post e as dicas!

      Excluir
  9. acho que todo mundo ja sonhou em escrever alguma história e as dicas estão ai, de autores tops!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, 99,9% dos leitores sonham em escrever também! E eu acho que todo mundo pode escrever, é só descobrir o gênero que mais te dá prazer em escrever!

      Excluir
  10. E o caco digitando loucamente? hahah amo!! Adorei as indicações, não conhecia alguns autores mas estou buscando novos livros para as férias!

    Beijinhos no coração!
    http://barbaradoblog.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk Fico feliz que tenha gostado das dicas! Boas leituras e boas férias!

      Excluir
  11. Ah, que post maravilhoso! De longe, o meu preferido - e olha que eu adoro os seus posts! Gostei da diversidade de autores, gêneros e dicas compilados em tão "pouco" texto, mas que tem um conteúdo tão rico e proveitoso. Adorei, muito! <3

    Se você ainda estiver no pique deste assunto, eu fiz alguns posts sobre o tema também, caso queira xeretar. São eles:
    O que aprendi depois de publicar um livro: http://perplexidadesilencio.blogspot.com/2016/04/o-que-aprendi-depois-de-publicar-um.html
    As Três Leis de Brandon Sanderson: http://perplexidadesilencio.blogspot.com/2016/03/as-tres-leis-de-brandon-sanderson.html
    8 dicas para escritores, de Virginia Woolf http://perplexidadesilencio.blogspot.com/2016/02/8-dicas-para-escritores-de-virginia.html
    9 dicas para escritores, de J. R. R. Tolkien http://perplexidadesilencio.blogspot.com/2015/07/9-dicas-para-escritores-de-j-r-r-tolkien.html
    O que aprendi sobre ser escritora com Sylvia Plath: http://perplexidadesilencio.blogspot.com/2015/03/o-que-aprendi-sobre-ser-escritora-com.html

    Beijos e beijos e continue com esse blog maravilhoso (:

    Ruh Dias
    perplexidadesilencio.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)