10.5.16

Resenha: Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar - Sarah MacLean


A HISTÓRIA

Calpúrnia Hartwell, ou Callie, para os íntimos, é uma romântica incorrigível. Apesar dos esforços da mãe, ela nunca foi a bela do baile e nunca conseguiu atrair mais do que homens velhos ou chatos demais, ou que estavam apenas interessados em seu gordo dote. Já se passaram dez anos desde sua primeira temporada e Callie se conformou com seu status de solteirona, preferindo ficar quieta em algum canto, apenas observando os outros dançarem, flertarem e se divertirem. E uma pessoa que ela observou mais do que as outras foi Gabriel St. John, o belo marquês de Ralston, um notório libertino que nunca notara sua existência.

Callie sempre se achou satisfeita com a sua vida, até que a irmã mais nova ficou noiva e ela se pegou questionando a própria existência. Sempre muito obediente, Callie se esconde atrás de bons modos e uma gentileza extrema. Quando encara a verdade de que se tornou uma mulher dócil e submissa, Callie percebe o quanto está insatisfeita com a vida monótoma e resolve tomar uma atitude. Assim, ela faz uma lista de nove coisas que nenhuma moça respeitável deveria fazer, que vão desde fumar, beber e cavalgar com as penas abertas até jogar e dançar todas as músicas do baile, e resolve realizar todas elas.


E a primeira coisa que Callie quer riscar da sua lista é beijar alguém apaixonadamente e, em um impulso maluco, ela vai até a casa de Gabriel, no meio da noite, e o pede para beijá-la. Ralston, que mal se lembrava da garota, fica impressionado com sua ousadia e resolve fazer um acordo: ele a beijaria e, em troca, Callie ajudaria a irmã ilegítima de Gabriel, recém-descoberta por seu irmão gêmeo, ser aceita na sociedade. Callie concorda e eles trocam um beijo avassalador que dará início a muitas confusões.

Callie faz uma grande amizade com a irmã de Gabriel, o que acaba a deixando mais próxima do homem. Entretanto, é a lista da garota que faz com que ele veja nela não a menina sem graça de antes, mas uma mulher forte que não teme os seus desejos. Gabriel não sabe existência da lista de Callie, mas conforme a vê quebrando regras sociais com uma paixão avassaladora, começa a achar que Callie é um perigo para sua irmã, quando, na verdade, Callie se torna um perigo para a determinação que ele tinha em nunca se apaixonar. Callie ama Gabriel há dez anos, mas sabe que ele nunca se casaria com ela, então aproveitará qualquer chance que tiver para viver, pelo menos por um pouco, essa paixão. 


A SÉRIE

Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar é o primeiro livro da série Os Números do Amor de Sarah MacLean, que possui um total de três volumes. Apesar de se interligarem e terem personagens em comum, cada livro é independente e pode ser lido separadamente. Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar conta a história de amor de Gabriel, o segundo livro do seu irmão gêmeo Nicholas e, o terceiro volume, da meia-irmã dos dois, Juliana.

- Leia também a resenha do segundo livro da série: Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter

A LEITURA E OS PERSONAGENS

Depois de ler e amar a série Clube dos Canalhas, fiquei louca para ler mais obras da Sarah MacLean. Eu comecei Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar com excelentes e altas expectativas, e, mesmo assim, o livro conseguiu me surpreender e me agradar muito mais do que eu imaginava. A escrita em terceira pessoa da autora é simplesmente viciante, recheada de um humor inteligente e diálogos instigantes. A trama é rápida e envolvente, com muitos acontecimentos inesperados e momentos tão divertidos que faz você gargalhar sozinha mesmo. Entretanto, o melhor das obras de MacLean são seus personagens. Eles são teimosos como mulas e desafiadores, cheios de personalidade, desejos e ideias malucas – o que nos rende muita diversão, como podem imaginar.

Confesso que no início não gostei de Calpúrnia, ou Callie, justamente por me identificar bastante com ela. A garota é o tipo de pessoa que sempre seguiu as regras, que sofre até mesmo em pensar em desagradar alguém e que tenta sempre se manter invisível. Por me ver tanto na Callie, me frustrei no começo do livro ao vê-la ser a garota boazinha demais em que ninguém presta atenção. Entretanto, logo as coisas mudam e acompanhamos a protagonista em uma jornada perigosa por mais liberdade e para satisfazer os itens da sua lista. É muito bom ver Callie se desenvolver ao longo do livro, de forma que soou bastante natural e que cativa muito o leitor, ao ponto de torcermos muito por ela. Callie é uma personagem incrível e inesquecível, que se destaca de outras do gênero por fugir, propositalmente, de muitas convenções sociais e se arriscar para conseguir o que quer. Eu amei a garota.


Acompanhamos o desabrochar de Callie ao lado de Gabriel, o típico Lorde bonito, rico, sedutor e cínico. Ele se acha o todo poderoso e é muito interessante ver Callie desafiar essa confiança toda e o fazer perceber que ele não pode controlar tudo e todos. Apesar de também crescer ao longa da história, Gabriel é bem mais clichê do que a Callie, o que não me impediu, claro, de amar o mocinho (e desejar um desses na minha vida, cá entre nós). O desenvolvimento do relacionamento deles foi perfeito. Apesar da atração física entre eles se construir quase que imediatamente (o que nos rende cenas bem quentes, mas em quantidade moderada e que não tornam esse livro um erótico), o amor entre os dois é mais bem embasado, e logo, mais convincente. E é bacana o modo como a autora apresenta esse sentimento. A Callie, por exemplo, acreditava que tinha amado Gabriel por dez anos, mas, aos poucos, percebe que ela tinha uma fantasia de amor e não um amor real, bem mais complexo e profundo.
“O amor não é unilateral e egoísta. É pleno e generoso, e modifica a vida da melhor maneira possível. O amor não destrói, Gabriel. Ele cria.” - Esse é o melhor quote do livro, definitivamente!

A CRÍTICA DO LIVRO

Apesar de ter me divertido e me apaixonado pela história de Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar, o que realmente me conquistou não foi o humor ou o romance do livro, e sim a crítica. A lista que Callie faz é baseada apenas em coisas que ela, como uma “mulher de respeitável”, não deveria fazer. Com isso, MacLean acaba nos trazendo um retrato bem interessante sobre a cultura e modos extremamente machistas da época. Enquanto os homens podiam se divertir, cavalgar a vontade, beber, jogar e seduzir; as mulheres vivam trancadas em casa, no máximo saindo para visitar as amigas ou dançar em bailes, e seu objetivo de vida não era realmente viver e sim arranjar marido.

E é isso sobre o que esse livro se trata. Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar ganhou um espaço especial no meu coração justamente por ser uma obra sobre liberdade e empoderamento feminino; sobre uma mulher, por si mesma, buscando sua força, sua personalidade, suas próprias aventuras e histórias para contar. E é interessante que, além de me fazer pensar em todas as privações que as mulheres sofriam naquela época, a obra foi além e me fez voltar esse questionamento para os dias de hoje. Temos muito mais liberdade, claro, mas pensem no tanto de coisa que não podemos ou devemos fazer porque somos mulheres. Mesmo em pleno século XXI, ainda é “feio” mulher que bebe e fuma, mulher que é dona de si e que tem boa autoestima é considerada egoísta ou que “se acha” demais, e ainda há aquela pressão constante sobre as mulheres solteiras, como se casar e ter filhos fosse uma obrigação, assim como na realidade de Callie…


A EDIÇÃO

A edição do livro está perfeita. A tradução está excelente e não encontrei erro algum no texto. A diagramação é simples, mas boa – eu adorei o detalhe (o desenho de uma pena) no início de cada capítulo. Nem preciso dizer o quanto a capa é maravilhosa, eu amei o tom de azul usado, assim como a capa como um todo.

CONCLUSÕES FINAIS

Um romance viciante, apaixonante e muito divertido, Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar também é uma obra sobre empoderamento feminino, que nos faz suspirar e gargalhar, ao mesmo tempo em que refletir, de forma completamente natural. O livro é cativante e inspirador por mostrar que uma mulher segura de si, dona de suas vontades, pode encontrar sua força e sua liberdade, assim como o amor.

Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar está mais que recomendado, fãs de romance de época vão amar tanto quando eu e até mesmo quem não curte o gênero vai passar a gostar depois de ler esse livro. Eu amei o primeiro volume da série Os Números do Amor e mal posso esperar pelos próximos livros, assim como outros livros da autora, que já é uma das minhas favoritas.

Título: Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar
Título original: Nine Rules to Break When Romancing a Rake
Série: Os Números do Amor
Volume: 1
Autora: Sarah Maclean
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415049
Ano: 2016
Páginas: 384
Compre: Amazon - Submarino - Americanas

Entre a culpa e o desejo - Série Clube dos Canalhas - Vol. 2
Entre a Ruína e a Paixão - Série Clube dos Canalhas - Vol. 3
Nunca Julgue Uma Dama Pela Aparência - Série Clube dos Canalhas - Vol. 4

Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Bom dia, como vai? Esse foi o primeiro livro da Sarah que li e eu já me apaixonei de cara por ela. Ficou para um dos meus favoritos, ri demais com Callie e muitas vezes senti muita pena dela. Seu crescimento na obra é uma coisa linda de se ver. ADOREI A RESENHA!
    O Reino Encantado de uma Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha! Esse livro é mesmo incrível!

      Excluir
  2. Oi, Ana!
    Amei sua resenha. Eu estou terminando de ler esse livro e concordo plenamente com tudo que você falou.
    Eu acho engraçado que, hoje em dia, essa lista escandalosa da Callie é super normal.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, que bacana que gostou da resenha! Ah, nem tudo viu. Mesmo sendo aceitas, algumas coisas da lista são mal vistas hoje, quando feitas por mulheres, como beber e fumar...

      Excluir
  3. Amooooo romances e achei o enredo desse livro muito interessante. Amei sua resenha e adoraria conhecer melhor essa história! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2016/05/resenha-do-livro-coroa-kiera-cass.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! E se curte romances vai amar esse livro!

      Excluir
  4. Olá!

    Que fotos lindas! E adorei sua resenha, fiquei mega curiosa para conhecer melhor a Callie e ver que fim esse romance leva. Estou doida para ler algum desses romances históricos modernos e provavelmente vou começar por este :)

    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - Participe do nosso SORTEIO do DIA DO ORGULHO NERD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha curtido a resenha! E se quer ler mais romances, esse é uma boa pedida! Ele é divertido, fofo e surpreendente!

      Excluir
  5. Ana, amei sua resenha! Ainda não li nenhum livro da autora Sarah Maclean, mas só vejo resenhas positivas com relação aos seus livros... Vou tentar algum livro dela em breve, e este já está em minha lista de futuras leituras.
    Abraços!
    https://letrasmaislivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! E eu estou amando todos os livros dessa autora, estão mais que recomendados! Depois não deixe de ler algo dela!

      Excluir
  6. Sarah escreve um romance de época, mas tão atual para o dia de hoje ainda!
    eu também me identifiquei com a Callie pelos mesmos motivos que você, mas adorei ver como ela se desabrochou na busca por ser quem ela quer, fazer o que ela quer e finalmente ir contra a maré de conformismo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi muito bacana ver a personagem crescer e evoluir! Eu amei esse livro, assim como os outros da autora!

      Excluir
  7. Oi Ana,
    Eu já sou fã da Callie, sem nem ter lido ainda.
    Eu não me vejo vivendo nessa época dos históricos, nossa senhora. Se vivi, certamente arrumava um barraco por dia e encalhada 4ever.

    tenha uma ótima quarta!
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk Vai ficar ainda mais fã dela quando ler, então! Também adoro ler sobre a época e sonhar com os vestidos, mas também odiaria todas as proibições que as mulheres sofriam e também viraria uma solteirona

      Excluir
  8. Olá, Ana.
    Apesar de me parecer uma obra um tanto previsível, acredito que daria uma chance por causa das críticas que o enredo traz e pelas quebras de padrões sociais impostos.
    Ótima resenha, como sempre.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se a obra faz muito o seu estilo Marcos, mas é um romance fofo, divertido e crítico e vale a pena a leitura! Se der uma chance, me conte depois o que achou!

      Excluir
  9. Oi Ana!
    Suas fotos são sempre muito lindas *-*
    Gostei da sua resenha, ainda não li nada da autora mas já vi que vou ter que ler esse primeiro, justamente por falar de empoderamento feminino. Se hoje a gente ainda sofre, imagine naquela época...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, obrigada Sora! Fico muito feliz que gostou! ;D Os livros dessa autora são incríveis, espero que goste tanto quanto eu!

      Excluir
  10. Meniiiiiiiiiiina olhei essa capa e esse nome e nem sonhava com esse enredo hahahaha
    Já gostei dessa criatura.
    Quando li que ela ia fazer tudo fiquei empolgadíssima.
    Já quero, já gostei e já baixei o pdf no LeLivros #partiu

    http://rascunhosehistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk Que bom que ficou animada para ler o livro! Espero que goste tanto quanto eu! ;)

      Excluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)