25.3.16

Resenha: Era Uma Vez No Outono - Lisa Kleypas


A HISTÓRIA

Como muitas jovens ricas americanas, Lillian Bowman está na Inglaterra apenas para encontrar um aristocrata inglês para se casar. Contudo, ela e sua irmã Daisy fogem completamente ao comportamento tímido e recatado que se espera das moças inglesas e não atraem jovens nobres respeitáveis. Assim, as irmãs acabaram fazendo amizade com Annabelle e Evie, duas jovens inglesas em situação semelhante a delas. Autodenominando-se o quarteto das Flores Secas, as quatro jovens se uniram para encontrar bons maridos umas para as outras, o que já resultou no casamento de Annabelle.

Agora é a vez de Lillian, mas as Flores Secas não fazem ideia de quem seria o pretende ideal para ela. Contudo, Lillian já sabe com quem, definitivamente, não quer se casar: lorde Westcliff. A garota despreza profundamente o homem arrogante, um típico britânico de nariz empinado e modos perfeitos. Por isso, Lillian não está nem um pouco feliz em ir passar algum tempo na propriedade de Westcliff com sua família.


Se não fosse a oportunidade imperdível de fazer negócios com o pai das garotas, Marcus Marsden, o lorde Westcliff, jamais receberia as irmãs Bowman em sua casa. Ele odeia a falta de trejeitos sociais das garotas, mas odeia ainda mais a mais velha, a imprudente e desafiadora Lillian. Portanto, Marcus se surpreende profundamente quando, no que ele julga ser um impulso de loucura, acaba beijando Lillian apaixonadamente. O homem não entende seu desejo repentino pela garota e porque ele começa a ficar cada vez mais atraído por ela.

Lillian jamais que esperaria trocar beijos com Westcliff, mas agora que o fez, começa a ver o lorde de maneira diferente. Contudo, ela acredita que a repentina atração de Marcus por ela se deve apenas a um perfume muito especial, e supostamente mágico, que ela começou a usar recentemente. Disposta a descobrir se o desejo de lorde Westcliff é verdadeiro, Lillian criará uma disputa intensa entre eles. Entre muitas brigas e beijos, os dois acabam descobrindo faces um do outro que nunca imaginavam. Lillian e Marcus parecem ser perfeitos um para o outro, mas será que a rivalidade os deixará perceber isso ou seus sentimentos falarão mais forte?


A SÉRIE

Era Uma Vez no Outono é o segundo dos quatro volumes da série As Quatro Estações do Amor de Lisa Kleypas. Cada livro da saga conta a história de uma das amigas que se autodenominaram o quarteto das Flores Secas e estão em busca por um marido, mas que acabam encontrando o amor no meio do caminho. Apesar de cada livro poder ser lido de forma independente, é interessante acompanhar a série na ordem, pois os personagens são praticamente os mesmos e os acontecimentos dos livros anteriores são citados nos seguintes.

Leia a resenha dos outros livros da série As Quatro Estações do Amor:

A LEITURA – A NARRATIVA E A TRAMA

Depois de ter lido e amado o primeiro volume da série, Segredos de Uma Noite de Verão, eu estava ansiosa para ler Era Uma Vez no Outono, especialmente porque a Lillian é a minha favorita das quatro amigas. O que mais gosto na série As Quatro Estações do Amor é que a autora sempre traz uma trama um pouco mais realista, mostrando, por exemplo, que a maioria dos casamentos eram feitos por outros motivos e não por amor. Contudo, apesar de não ser tão realista e ter um ar de conto de fadas, Era Uma Vez no Outono não decepciona nesse quesito e se torna único ao mostrar um pouco da realidade das herdeiras americanas da época, que buscavam maridos na Europa.

Com uma narrativa em terceira pessoa gostosa e bastante fluída, a trama nos cativa e se desenvolve rapidamente. Eu devorei a obra em apenas uma tarde e fiquei com gostinho por mais – especialmente porque, no final, a autora já nos dá uma provinha sobre como será o próximo livro, protagonizado pela Evie. Um pouco mais romântico que o primeiro livro, Era Uma Vez no Outono também é simplesmente hilário. As brigas do casal protagonista são muito divertidas e o livro consegue nos surpreender bastante, mesmo apresentando um ou outro clichê dos romances de época.


OS PERSONAGENS

Na arte de criar personagens marcantes e únicos, Lisa Kleypas é mais do que mestre. Como já comentei, Lillian é a minha mocinha favorita dessa série e adoro sua personalidade honesta e desafiadora. A garota é do tipo que nunca recusa um desafio e pouco se importa com as convenções sociais, além de ser teimosa como uma mula – o que, como podem imaginar, rendeu momentos hilários ao longo da história. 

Eu já gostava da Lillian antes mesmo de ler Era Uma Vez no Outono, contudo, me apaixonei pelo Marcus ao longo da história. Diferente de muitos mocinhos do gênero, ele não é um devasso nem um canalha, é um nobre tão respeitável e correto que chega a ser irritante – e muito, muito fofo. Também teimoso como uma mula, ele é perfeito para a Lillian. O casal é muito fofo, o desenvolvimento deles foi simplesmente perfeito. Entre cenas de brigas e beijos, é impossível não se apaixonar pelos dois e acabar torcendo como louca para que fiquem juntos.

Os personagens secundários de Kleypas também são bem construídos e cativantes, mas senti falta de maior envolvimento deles. Não chega a prejudicar a história claro, mas Era Uma Vez no Outono foca bastante no casal e senti falta de uma participação maior das outras Flores Secas.


A EDIÇÃO

A tradução do livro estava perfeita. Eu adoro a diagramação sem muito detalhes e com capítulos juntinhos, que é a marca da Arqueiro. O tamanho e tipo da fonte também estavam bons e eu amo obras com páginas amareladas, elas deixam a leitura mais confortável. Eu amei a capa de Era Uma Vez no Outono (apesar de não ser a minha favorita da série), ela é muito fofa, combina com as outras da série e, claro, com a estação do título.


CONCLUSÕES FINAIS

Divertido e fofo do início ao fim, Era Uma Vez no Outono foi uma leitura deliciosa e viciante. O livro conseguiu superar até mesmo o primeiro volume, que eu já tinha amado. A série As Quatro Estações do Amor já se tornou uma das minhas favoritas por trazer romances de época únicos e que conseguem nos surpreender, além de mostrar em alguns aspectos da cultura e modo de pensar da época. 

Com protagonistas teimosos, desfiadores e hilários em uma trama cativante e romântica, Era Uma Vez no Outono, assim como toda a saga, está mais que recomendado. Estou ansiosa pelos próximos livros e já triste em saber que em breve vou ter que me despedir dos personagens. 

Título: Era Uma Vez No Outono
Título original: It Happened One Autumn
Série: As Quatro Estações do Amor
Volume: 2
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414950
Ano: 2016
Páginas: 288
Compre: Amazon - Submarino - Americanas - Shoptime

Leia também:

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Olá, Ana.
    Apesar de profundamente clichê (não é necessário ser conhecedor de romances para saber o que iria acontecer), a trama parece ser boa. Se a narrativa é ágil e leve e os personagens são bons, isso soma qualidade para a obra. Ainda mais você considerando a autora uma mestre na criação de personagens.
    Gostei da resenha e colocarei o livro na lista de possibilidades para leituras.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, romances de época são bem clichês mesmo, o final feliz é obrigatório, mas são leituras muito gostosas e que, volta e meia, ainda nos ensinam bastante sobre a cultura e modo de pensar da época! Você deveria experimentar o gênero depois, são leituras leves e despretensiosas, para descansar a cabeça mesmo!

      Excluir
  2. Ana, sua resenha está maravilhosa!! Eu também adoro está série, mas não tenho uma preferida, gosto da Lilian, mas também gosto muito da Daisy, que acho que vai ser muito bom também!!

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mila! A Daisy é um amor, mas amo a Lilian! Ela é teimosa e mandona, e, logo, muito divertida!

      Excluir
  3. OI,
    Amei a resenha!
    http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana!
    Eu ainda não li nenhum livro da autora, e faz tempo que não leio um bom romance histórico... Então quero muito ler esse livro. Parece ser divertido, tipo os livros da Julia Quinn.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São muito, muito divertidos Sora! Até um pouco mais que os da Julia! E eu que bem que queria descansar um pouco dos romances de época, mas quem disse que consigo resistir? rs

      Excluir
  5. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, pois por uma acção do google meu perfil sumiu e estava a seguir o seu blog sem foto e agora tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço e muita paz e saúde.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir
  6. Estou doida pra ler esse livro, amei Segredos de uma noite de verão, curto muito um romance de época e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo romances de época! e se gostou do primeiro, vai amar esse! rs

      Excluir
  7. Oi,
    Eu amei a resenha. E queria dizer q me fez desejar comprar os livros deste quarteto. Pois amo romance de época. Mesmo que sejam clichés eu adoro cada história e seus personagens. O amor é encontrado onde menos se espera e com quem menos se imagina encontra-lo. Bjs. Diana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo romances de época e fico feliz que tenha gostado da resenha! Espero que goste dos livros tanto quanto eu!

      Excluir
  8. Oi Ana,
    Eu amei a resenha. Me deu até vontade de ir direto p a livraria comprar o livro. Pois eu amo romances de época, e seus finais clichés. Os personagens são sempre bem construídos e desenvolvidos. Vou direto procurar e comprar este quarteto.♥♡♥♡ Beijos, Diana.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)