5.2.16

Resenha: Estrela da Manhã - André Vianco


A HISTÓRIA

A vida de Rafael nunca mais foi a mesma desde a morte do seu pai. Depois de perder seu maior exemplo e amigo, o jovem de 11 anos passou a sofrer diariamente, especialmente nas mãos do colega Fábio, apelidado de Maguila. Além de sofrer bullying na escola, Rafael ainda pena bastante em casa e, na maioria do tempo, ou é ignorado pela mãe e o irmão mais velho, ou leva bronca ou cascudo de um dos dois.

Rafael só encontra descanso e diversão em sua melhor amiga Renata, a única colega de escola que o trata bem e que sempre o defende. Os dois também se divertem bastante assistindo seriados de TV e conversando pelo celular. E é justamente no seu smartphone que Rafael encontra a solução para seus problemas. Cansado de apanhar na escola e de ser ignorado em casa, o garoto começa a pesquisar sobre ocultismo e tentar entrar em contato com o espírito do pai. Contanto, é outro “ser” quem atende o seu chamado e, nisso, Rafael descobre o aplicativo Pé na Tumba.


O misterioso aplicativo Pé na Tumba oferece serviços de fantasmas para resolver todos os seus problemas. Entre as opções, Rafael escolhe Estrela da Manhã, um fantasma sinistro e poderoso, que o protegerá durante sete dias contra sete inimigos. Assim, o menino invoca o fantasma e o dá uma lista com os seis nomes daqueles que mais o perturbam. Além de Maguila, Rafael também dá o nome de sua mãe e do seu irmão, assim como da mãe de Maguila, de uma professora do colégio e da diretora – todas culpadas de proteger o outro menino e fingirem que Rafael não sofre bullying. 

As pertubações na escola e em casa continuam, mas logo Estrela da Manhã começa a agir em benefício do seu novo mestre. Contudo, quando a diretora do colégio morre e forma trágica e misteriosa, Rafael começa a perceber que, talvez, tenha feito algo muito, muito errado e que a máxima “cuidado com o que deseja” nunca foi tão verdadeira. O menino descobre que, na verdade, Estrela da Manhã é um demônio e que protegê-lo dos seus inimigos significa que ele matará todos cujos nomes constam na lista que Rafael o deu. Agora, o garoto tem apenas seis dias para impedir as outras mortes, inclusive a de sua família. Mas será que o Rafael será forte o suficiente para lutar contra o sobrenatural?


EXPECTATIVAS PARA A OBRA E A LEITURA

Eu estava ansiosa para ler Estrela da Manhã de André Vianco, consagrado autor brasileiro de terror e fantasia. Apesar de ter me decepcionado bastante com sua série O Turno da Noite (nem cheguei a terminar de ler o segundo livro, Revelações), ver o nome do Vianco na capa de um livro já é o suficiente para despertar a minha curiosidade. Contudo, Estrela da Manhã não foi tudo o que eu esperava. 

Apesar da história fluir em um bom ritmo e a leitura ter sido rápida, a obra me desagradou em vários aspectos. Por ter tantas expectativas, a decepção acabou sendo ainda maior, o suficiente para perder a vontade de ler outros livros do autor.

A TRAMA E OS PERSONAGENS

O início da trama de Estrela da Manhã é bem interessante, mas o desenvolvimento da história foi previsível. O começo da obra é até carregado de uma tensão gostosa, que nos instiga a continuar lendo. Contudo, lá pela metade de Estrela da Manhã, o suspense do livro já havia se dissipado por completo, eu já conseguia previr o que viria a seguir e estava me chateando com tudo. 

Além de não dar medo ou mesmo não ter conseguido manter a tensão que demanda esse tipo de história, a obra teve alguns acontecimentos absurdos e sem sentido, que não consegui engolir de maneira alguma. O pior, para mim, foi quando a polícia resolve ajudar o Rafael a impedir o Estrela da Manhã, algo que não se encaixou de maneira alguma na trama e fez a obra ganhar um teor fantasioso típico de obras juvenis e amadoras.


Eu amo histórias de fantasmas e demônios, mas o vilão, o próprio Estrela da Manhã que dá nome ao livro, não conseguiu me cativar. Aconteceu o mesmo com todos os outros personagens, nenhum deles conseguiu se destacar ou mesmo fugir de uma personalidade ou comportamento clichê. Contudo, eles até que conseguiram amadurecer ao longo da trama, o que os fez soar um pouco mais cativantes.

Apesar de ter simpatizado com o sofrimento do Rafael no início, o protagonista soou irreal demais e forçado, suas atitudes e pensamentos não cabiam dentro da pouca idade. Sério, não teve sentido um menino de apenas onze anos, mesmo com acesso livre a internet, saber tanto sobre ocultismo. Em alguns momentos, o autor até tentou mostrar um lado imaturo e inocente do garoto, mas isso acabou deixando Rafael ainda mais incoerente. 

O DESFECHO E A ESCRITA DO AUTOR

O desenvolvimento da trama não me agradou e deixou muitos buracos essenciais para que a história fosse mais convincente. Contudo, curiosamente, apesar de grande parte de Estrela da Manhã ter sido previsível, o final realmente me surpreendeu. O desfecho foi muito bom, carregado de tensão e emoção necessárias. Se Vianco tivesse desenvolvido melhor o restante da obra, com certeza Estrela da Manhã teria ganhado mais pontos comigo.

A narrativa do autor é bem elaborada e consegue fazer com que o leitor sinta os ambientes e emoções descritos, mas a linguagem é simples e traz um “jeitinho brasileiro”, com falas de personagens que imitam bem o nosso falar. Apesar de, particularmente, preferir escritas mais formais ou poéticas, até que simpatizei com o estilo de escrever do autor, que se aproxima bastante da realidade do leitor. O livro é descrito predominantemente em terceira pessoa e, na maior parte do tempo, acompanha Rafael. Entretanto, gostei que, em alguns momentos, Vianco tenha trago o ponto de vista de outros personagens, até mesmo o Estrela da Manhã.


A CRÍTICA

Apesar de ser uma obra de terror e fantasia, Estrela da Manhã consegue transmitir algumas lições bem reais. Achei interessante e até mesmo inovador que Vianco tenha trago um demônio invocado através de um smartphone – foi uma maneira diferente e criativa de mostrar o quanto a tecnologia pode disseminar tanto o bem quanto o mal. Nesse sentido, foi legal o protagonista ser tão jovem, assim também fica o alerta de que devemos ter cuidado e limitar o acesso dos pequenos à internet. E para quem acha que a solução de todos os seus problemas está na internet, como o Rafael pensou, Estrela da Manhã ainda deixa dois alertas importantes: cuidado com o que você deseja e nunca, nunca baixem um aplicativo estranho ou comprem um fantasma online!

A EDIÇÃO

A diagramação de Estrela da Manhã é simples, mas boa. Um detalhe diferente, mas que adorei, foram as orelhas maiores que o comum. Infelizmente, encontrei alguns erros no texto durante a leitura, mas nada que atrapalhasse o entendimento. Eu adoro a capa de Estrela da Manhã, ela é sombria, mas ao mesmo tempo chamativa e combina perfeitamente com a história. 


CONCLUSÕES FINAIS

A Estrela da Manhã não é um livro ruim, mas não chegou nem perto de cumprir as minhas expectativas. Com um desenvolvimento previsível e personagens pouco cativantes, a leitura, mesmo que rápida e com pitadas críticas, não me agradou por completo. Apesar do final bacana, carregado de emoção e tensão, senti falta de mais suspense e tensão ao longo da história. 

Para quem gosta de histórias de terror, mas sem muitos sustos e aguenta algumas cenas de mortes bem descritas, Estrela da Manhã é uma boa pedida. Mas, para fãs do gênero mais exigentes, como eu, que precisam de uma trama surpreendente e consistente, o melhor é ler a obra sem muitas expectativas.

QUOTE FAVORITO

“- Eu não quero que a mate, Estrela da Manhã.
- (…) Tarde demais para isso. Sete dias, sete nomes, sete mortes! Eu levarei todos os seus desafetos, todos aqueles que te atormentam, Rafael.” Pág. 92 

Título: Estrela da Manhã
Autor: André Vianco
Editora: Giz Editorial
Selo: Calíope
ISBN: 9788578552626
Ano: 2015
Páginas: 280
*Esse livro foi uma cortesia da Giz Editorial

Compre: Submarino - Americanas - Shoptime

Leia também:

Comente com o Facebook:

36 comentários:

  1. Olá, Ana.
    Sua resenha ficou perfeita, mas me deixou com medo. Não do enredo, mas de detestar a obra. O motivo é: essa é uma das minhas próximas leituras. Alguns pontos abordados na sua resenha provavelmente me incomodarão, como os acontecimentos meio absurdos. Esse é um dos motivos para eu estar parando de ler juvenis.
    Enfim, de toda forma, vou conferir a obra, mas irei sem grandes expectativas.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcus, obrigada! E nunca, nunca deixe as resenhas negativas influenciarem sua leitura! Só porque o livro não funcionou para mim não quer dizer que não vai te agradar! Espero que acabe gostando da obra, acho que ela é bem do seu estilo!

      Excluir
  2. Oi, amei a resenha, porém como você não gostou tanto do livro acho que também não superaria minha impressões (só pela capa eu compraria)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa ficou mesmo muito bacana! E leia o livro sem preconceitos, quem sabe ele não acaba te surpreendendo positivamente?!

      Excluir
  3. http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ana Lu. haha Quero parabeniza-la pela excelente resenha! Muito bom mesmo. Eu não leria esse livro por diversos motivos, se fosse ficar ficaria aqui até amanhã kkkk. Ps.: Essa capa é assustadora! 😂 Beijos! 😘
    - http://ijornalize.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Amanda! Uma pena que a obra não despertou a sua vontade de ler... Eu amei a capa justamente por isso! kkk Ela é bem macabra!

      Excluir
  5. O André Vianco lacra na cara de todos os escritores com suas narrativas vampirescas.
    Ele era jogador de RPG e foi banido por tá usando os jogos como temáticas de seus livros. Mó nada a ver né?!
    Adoraria ler essa obra msmo sabendo que você não gostou.
    | Sorteio do livro: "Como ter uma vida normal sendo louca" |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, sério? Que exagero gente, muitos autores jogam RPG e usam isso como inspiração para suas obras! Espero que goste da obra!

      Excluir
  6. Mais um livro espetacular do André Vianco.
    Ansiosa para ler💙💙

    ResponderExcluir
  7. Bom, uma pena não ter gostado do livro. Eu espero ter a oportunidade de ler, amo a forma que André Vianco escreve e tenho expectativas muito altas em relação a qualidade do livro. Experimente ler o livro Bento, saga do vampiro Rei. É do André também e foi o livro que me conquistou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste de estrela da Manhã! E depois vou procurar Bento para ler!

      Excluir
    2. Depois me conta o que achou ;) Espero que goste :3

      Excluir
  8. Sou fã do André Vianco a muito tempo... Sempre na expectativa dos próximos lançamentos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, se é fã do autor, acho que vai gostar da obra!

      Excluir
  9. Ao invés de me desestimular, essa resenha atiçou minha curiosidade e minha vontade de ler essa história...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que a minha resenha não te desanimou! Espero que goste do livro!

      Excluir
  10. Boa resenha. Normalmente uso resenhas como guia para escolha de livros, porque cada um pode ter uma opinião diferente sobre o mesmo livro. Como já conheço o Andre Vianco e gostei de todos os livros que li dele até o momento, vou ler Estrela da Manhã assim que possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já faço o contrário, sempre evito ler muitas resenhas para não influenciar minha leitura! rs Se já curte a obra do autor, acho que vai gostar bastante de Estrela da Manhã!

      Excluir
  11. A Velha Máxima não deseje demais às vezes você pode receber e se não for bom como fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toda leitura é engradecedora, Livia, mesmo se não gostar do livro, a leitura vai ter valido a pena.

      Excluir
  12. Este livro traz mas uma vez a escrita criativa do autor do qual já li boa parte de sua obra a historia cheia de suspense e terror e a vida do personagem que sofre agressões na escola e torna tudo bem dramático e o desespero pelo arrependimento muito empolgante este livro .

    ResponderExcluir
  13. Quero muuuito ler, fiquei muito curiosa. Espero ganhar o sorteio porque grana pra comprar não tá tendo hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo bem! kkk Com tantos livros bons por aí para serem lidos, haja dinheiro!

      Excluir
  14. Ana!
    Gosto dos livros do André, mesmo sem ter lido todos.
    Achei bem inovador a história de invocar um demônio através de um smarthphone, bem crível para nossa realidade.
    “A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena.”(Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores, participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim! Foi um toque bem inteligente a trama, afinal a tecnologia está em todos os lugares, tanto para o nosso bem quanto para o mal.

      Excluir
  15. Um enredo envolvente, onde os personagens me prenderam. A cada página um calafrio, a cada calafrio um suspiro e a cada suspiro eu prendia a respiração. Um enredo com um tema atualíssimo o “Bullying” que foi mostrado de uma forma bem real misturada com o sobrenatural. Um final surpreendente magnífico.
    Valeu muito ter esperado Estrela da Manhã, obrigada André por ter-nos presenteado mais uma vez com um enredo cheio de surpresas e com um Gran Finale.
    Sou fã de seus trabalhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não consegui sentir tanto quanto você essa tensão gostosa do gênero, mas achei mesmo muito bacana o autor falar sobre Bullying, um tema delicado, mas que deve sim ser abordado.

      Excluir
  16. Eu adoro os livros do autor, confesso que gostei mais dos livros antes de Turno da noite tbm, mas cheguei a ler todos e gostei *-*
    Quando vi esse livro tbm me deixou cheio de expectativas tbm, espero que comigo não aconteça o que aconteceu com vc que acabou se decepcionando com o livro e chegou até a nao querer ler outro livro do autor, tenho quase certeza que isso nao vai acontecer comigo... hahahahha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, se você já é fã do autor, acho que vai gostar desse novo livro! Estou torcendo para que sim! rs

      Excluir
  17. Nunca ouvi falar desse livro e sobre o autor. Na verdade nunca li um livro de terror, então acabei ficando muito instigada a ler esse livro. Eu amei o modo como você faz a resenha, amei seu blog, amei tudo! Já estou seguindo para sempre ler. Parabéns! <3

    Um beijo!
    www.blogeaigabi.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem-vinda ao blog Gabi! Espero vê-la mais por aqui! E obrigada! Acho que você gostaria de Estrela da Manhã, já que não é fã exigente do gênero, como eu! rs

      Excluir
  18. Já ouvi muitos elogios aos livros desse autor, principalmente suas séries de vampiros. Mas os únicos que li foi A casa e Sementes no gelo (gostei mas achei algumas cenas bem fortes e impactantes). Não sabia desse livro que vc resenhou e achei a capa bem chamativa, ela consegue despertar a curiosidade.
    Que pena que suas expectativas não foram alcançadas, uma pena. Mas te entedo, muitas vezes um autor que agrada muitos não nos agrada, faz parte.
    Adorei saber sua opinião e desejo mais sucesso nas próximas leituras. Beijos

    P.s. Adorei o novo layout do blog!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa da obra é bem legal mesmo e se você já conhece o estilo do autor, acho que acabaria gostando da leitura.

      Excluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)