19.2.16

Resenha: Enquanto Bela Dormia - Elizabeth Blackwell


A HISTÓRIA

Ao flagrar a bisneta encantando os irmãos com o conto fantástico de uma princesa adormecida despertada por um beijo, a idosa Elise decide, pela primeira vez, contar a sua versão dos fatos. Não fora a magia que quase matara a jovem princesa, mas a inveja e ambição definitivamente tiveram lugar na história. Quando jovem, Elise abandonara o campo após a morte de sua mãe, decidida a encontrar uma posição no castelo real do seu país. Deslumbrada com mundo luxuoso dos nobres, cheio de artimanhas e regras sociais rígidas, a tímida e cativante Elise vê emergir, dentro de si, uma ambição tamanha e o desejo de fazer parte daquele universo novo, rico e fantástico. 

Em uma ascensão meteórica e misteriosa, que causaria a inveja dos outros empregados, Elise rapidamente deixa o posto de servente qualquer para se tornar a criada particular da rainha, uma bela e triste mulher por quem nutre extrema admiração. Dotada de uma personalidade honesta e discreta, Elise logo se torna confidente da Rainha Lenore e acompanha de perto o seu sofrimento pela dificuldade de gerar um herdeiro. A jovem criada também acaba se aproximando de Millicent, a tia do rei, uma senhora de personalidade forte e ambiciosa, dotada de conhecimento sobre ervas e poções.


Tudo muda quando a Rainha Lenore finalmente engravida e dá luz a uma bela menina. O rei, encantado com a filha, quebra a tradição e faz dela sua herdeira e futura rainha, para ira tanto de seu irmão quanto de Millicent. Ao tentar afastar sua mulher da influência da tia, o Rei provoca o ódio Millicent, que amaldiçoa a jovem princesa e é banida do castelo. Mesmo sem a presença de Millicent, que jurou vingança, a princesa Rosa cresce cercada pelo medo da mãe de perdê-la. Uma jovem tão encantadora quanto bela, a princesa é querida por todos, mas nada preenche seu desejo por aventuras e mais liberdade.

Uma rainha ofuscada pelo seu medo, uma princesa confinada em seus deveres reais, uma senhora vingativa em busca do poder e uma criada devota que assiste a tudo. Enquanto conta sua história, Elise analisa seu papel na trágica trama de vingança e ambição que perpetuaria como um belo conto de fadas. Mas, tendo vivido e acompanhado tudo, ela revela para a bisneta como o ódio e ambição quase destruíram um reino e como apenas o amor tornou a superação possível.


EXPECTATIVAS PARA A OBRA E A LEITURA

Desde o primeiro momento após ler a sinopse de Enquanto Bela Dormia, fiquei louca pela obra. Eu adoro contos de fadas, mas gosto ainda mais de releituras que trazem as conhecidas histórias sobre um novo olhar. A história da Bela Adormecida não é minha favorita, mas que garota nunca sonhou em ser uma princesa e viver uma história de amor digna dos contos? Contudo, Enquanto Bela Dormia não é uma trama de amor romântico e sim amor fraternal. 

A dedicação de dois pais para proteger a amada filha, a lealdade de uma confidente em seus governantes, o amor entre três mulheres, uma rainha, uma princesa e uma criada. E a inveja e ambição de outra que quase destruiu tudo. O mais encantador de Enquanto Bela Dormia é que a releitura, mesmo sendo fiel ao conto original, deixa de lado o aspecto fantástico das fadas e bruxas (mas ainda sem tirar a magia encantadora da história) e mostra como a ambição e a inveja quase destruíram um reino e uma família. Mas a obra também mostra que família não é feita só através de ligações de sangue e que o amor, a dedicação e a lealdade podem destruir qualquer maldade

Apesar de ser uma leitura lenta, demorei bem do que esperava para terminar Enquanto Bela Dormia, o livro é delicioso e muito cativante. Mesmo sabendo mais ou menos o que viria e contando com o final feliz, a obra é bastante surpreendente. Apesar de ainda ter um toque de conto de fadas, Enquanto Bela Dormia soa bastante real, o que conquista o leitor ainda mais. Eu amei a ideia de uma história sobre reis e princesas contada pela versão de uma criada (apesar que Elise acaba sendo bem mais que isso). Além de uma releitura de um conto de fadas, Enquanto Bela Dormia é também a história de vida de uma jovem ambiciosa que, além de dinheiro e uma posição influente, encontrou uma verdadeira família.


A TRAMA E A NARRATIVA

A história de Enquanto Bela Dormia, como já disse, é bastante surpreendente. A trama de Blackwell foi muito bem construída e desenvolvida. Os elementos do conto original se diluíram perfeitamente em uma trama única e empolgante, o que permitiu ao livro ser, ao mesmo tempo, uma perfeita releitura e uma história nova e inusitada. A narrativa em primeira pessoa da autora é boa, mas não tão fluída quanto eu gostaria. Eu sempre ficava cansada após dois ou três capítulos, o que contribuiu bastante para a minha demora em ler Enquanto Bela Dormia.
“Toda grande lenda, no fundo, é uma história de perda de inocência.” Pág. 28

OS PERSONAGENS

O grande destaque de Enquanto Bela Dormia, são, definitivamente os personagens. Apesar do grande número deles, todos são ricos, bem desenvolvidos e únicos. Eu adorei Elise desde o princípio. Me identificando muito com sua determinação em ser mais do que o destino lhe reservara (a esposa e um fazendeiro, no caso), torci para que a personagem alcançasse seus objetivos, apesar de que, como a própria protagonista acaba percebendo, sua grande ambição acabou dando frutos tanto bons quanto ruins.


Se, por um lado, gostei bastante da personagem, por outro, me irritei com sua devoção cega quanto a realeza, apesar de que acabei entendo que, no fundo, o que Elise desejava era um exemplo de força e também uma família, sendo que acaba conseguindo os dois. A Rainha Lenore e a Princesa Rosa são encantadoras e, apesar de ter me irritado com a ingenuidade de ambas em vários momentos, adorei que a autora tenha mostrado que, mesmo a realeza, cercada de luxo e poder, possuiu suas humanidades e fragilidades. 

Uma personagem, a meu ver, no mínimo injustiçada é Millicent. Sim, eu sempre me cativo aos vilões e é justamente isso que a mulher acaba se tornando. Contanto, se, por um lado, entendo que a ambição e sede por poder de Millicent acabaram levando-a por caminhos sombrios e errados, por outro, entendo suas motivações e até admiro, de certa forma, sua determinação. A autora mostrou claramente que outros personagens, como Elise, o Rei, a Rainha e a própria Princesa, possuíam defeitos e também fizeram escolhas erradas. Mas, Blackwell criou Millicent como uma vilã clássica, completamente maligna e louca. E, como para mim, todas as pessoas possuem lados ruins e bons, fazem escolhas boas e erradas, achei meio injusto apenas a Millicent ser pintada como grande vilã. 

A EDIÇÃO

Com uma excelente tradução e diagramação, a edição de Enquanto Bela Dormia está perfeita. Eu absolutamente amei a capa da obra, que é maravilhosa e combina perfeitamente com o livro.


CONCLUSÕES FINAIS

Uma boa releitura do conto da Bela Adormecida, mas, ao mesmo tempo, uma obra única e intrigante, Enquanto Bela Dormia é o tipo de livro para ser lido devagar, mas com muito prazer. Uma história sobre o triunfo do amor sobre a ambição e vingança, recheada de intrigas e segredos, luxo e disputadas pelo poder, Enquanto Bela Dormia é um livro instigante e emocionante, além de bastante surpreendente.

Para quem gosta de conto de fadas, mas sobre um olhar mais realista, mas ainda assim mágico e cativante, esse livro é a pedida certa. Eu adorei a história e me cativei pelos personagens, terminei Enquanto Bela Dormia com um sorriso no rosto e sentimento de missão cumprida. Estou curiosa para ler mais obras da autora.

QUOTES FAVORITOS

“A Rainha Lenore era como uma estatueta de porcelana, a ser colocada em exposição e admirada de longe. Ela se quebraria se eu a tocasse.” Pág. 76

“-Sou mais prisioneira do que princesa. Nunca me perguntam o que eu penso nem pedem minha opinião. Sou apenas informada do que devo fazer. Minha mãe nunca fala de amor quando se trata do meu casamento. Como invejo você.” Pág. 234

“Consola-me pensar que a história da Bela Adormecida continuará viva depois de todos nós, uma história de maldade derrotada e amor triunfal que ressoará por séculos. E é assim que deve ser. Porque a verdade não é nenhum conto de fadas.” pág. 364

Título: Enquanto Bela Dormia
Título original: While Beauty Slept
Autora: Elizabeth Blackwell
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414790
Ano: 2016
Páginas: 368
*Esse livro foi uma cortesia da Editora Arqueiro

Compre: Submarino - Americanas - Shoptime - Amazon

Comente com o Facebook:

15 comentários:

  1. Olá :)
    A história parece ser uma gracinha, adorei o fato de tudo ser contado através da criada isso me fez lembrar do "Livro dos mil dias" ansiosa para ler!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é bem bacana mesmo! Não conhecia o Livro dos mil dias, mas pesquisei sobre aqui e parece ser bem legal!

      Excluir
  2. Oi, Ana!

    Excelente resenha e óbvio, excelentes fotografias!
    Gostei muita do forma como você resenhou e pretendo ler, até porque a capa é perfeita! Amei!

    Beijos!
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Danny! <3 Depois me conta o que achou do livro!

      Excluir
  3. Amo retellings de contos de fadas e a capa desse livro é maravilhosa! Já entrou para a minha lista de futuras leituras. Amei o camafeu na foto, Ana.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro releituras! E acho que você vai gostar de Enquanto bela dormia! Obrigada, ele é uma gracinha, não?

      Excluir
  4. Estou adorando as novas versões que estão surgindo para os clássicos contos.
    Tô vendo por todo lado esse livro e li algumas partes da sua resenha para não tirar o gostinho da descoberta da leitura. Já está na minha lista do skoob!
    | A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, essas releituras de contos de fadas são muito bacanas! Espero que goste da obra!

      Excluir
  5. Tem como não se apaixonar por esta capa maravilhosa?!
    Não solicitei este livro para a editora, mas claro que me arrependi, rsrs, ainda mais depois de ver o povo elogiar. Pensei que era só que me rendia aos vilões, hehe, sem contar que adoro tramas recheadas de intrigas e segredos...

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? A capa é linda demais! Leia o livro depois, acho que vai gostar bastante! Os vilões são mesmo irresistíveis rs

      Excluir
  6. Que bom saber que você gostou dessa obra Ana \o/ acabei de começar a leitura e assim como vc falou estou lendo aos poucos sem pressa, afinal o livro tem quase 400 páginas. Mas a narrativa e a personagem já me deixaram curiosa e estou louca para focar total nela.

    Parabéns mais uma vez pelas lindas fotos em pela estruturação da sua resenha. Estou amando vim com mais frequência por aqui. Beijos e ótima semana!!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esse livro é para ser lido devagar, mas é uma excelente leitura, espero que goste bastante, como eu! E, mais uma vez, obrigada, fico muito contente que goste das minhas resenhas!

      Excluir
  7. Estou doida pra ler esse livro, curto muito uma releitura de contos de fadas, parece ser bem emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A obra é muito bacana e se você curte releituras, vai gostar ainda mais! Depois me conta o que achou!

      Excluir
  8. Acho super interessante esta versão da Bela Adormecida contada sob uma nova perspectiva!! O amor fraterno é uma coisa que falta muito em nossa sociedade!! Elise parece ser uma protagonista que com certeza irá cativar os leitores!! A capa do livro está linda!! Já quero ler!!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)