4.7.12

Resenha: Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson

Título: Garotas de Vidro
Autor: Laurie Halse Anderson
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 272
Classificação: 5/5 (favorito)
Sinopse: Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.

Quem nunca se esforçou para perder uns quilinhos? Quem nunca parou diante ao espelho e ficou desanimado com o que viu? Lia se sente assim todo santo dia. Entretanto, para o que os outros é capricho (muitas vezes nem precisamos perder nada), para Lia é uma obsessão. A garota se olha no espelho e vê uma garota obesa, enquanto todos a sua volta veem uma garota esquelética. 

Tudo começou de modo inocente, evitando comer um biscoito, aumentando a quantidade de exercícios, coisas básicas para quem quer emagrecer. Entretanto, Lia começou a contar as calorias, pular refeições e se punir quando comia de mais. A dieta foi ficando mais rigorosa e Lia mais magra, apesar da garota achar o contrário. 
“Você está apodrecendo e não consegue parar. Olhe no espelho e veja um fantasma. Escute cada batida do seu coração gritar que tudoabsolutamentetudo está errado com você. “Por quê?” é a pergunta errada. Pergunte “Por que não”?.” (Pág. 158)
Cada vez mais obcecada, Lia acaba se afastando de Cassie, sua melhor amiga e também uma bulímica. Entretanto, seis meses depois de romper com Cassie, Lia recebe pela madrasta a noticia de que a garota morreu. Lia tenta não dar muita importância à morte de Cassie, até descobrir que a amiga ligou trinta e três vezes para ela na noite em que morreu. 
“E aqui está uma garota com uma faca na mão. Há gordura sobre o fogo, sangue no ar e palavras cheias de raiva amontoadas pelos cantos. Somo treinados para não ver nada disso. Nada mesmo.
... corpo encontrado em um quarto de motel, sozinho...”  (Pág 08)
A morte de Cassie abala Lia, fazendo com que sua obsessão pela magreza aumente mais a cada dia. Lia já está em um estágio onde ela perde quilos em questão de dias, e ver o fantasma de Cassie toda noite não está ajudando em nada. 

Assim, Cassie começa a assombrar Lia, trazendo a garota lembranças da infância e do inicio da obsessão das duas. Remexendo o passado, Lia começa a acreditar que a morte de Cassie foi sua culpa e o “fantasma” da garota acaba contribuindo para suas suspeitas.
“-Você não está morta, mas também não está viva. Você é uma garota gelada, Lia-Lia, presa entre dois mundos. Você é um fantasma com um coração que bate. Logo você vai cruzar a fronteira e ficar comigo.” (Pág. 190)
Quando um cara chamado Elijah entra em contato com Lia, dizendo que tem um recado da amiga falecida, a garota entra em um caminho sem volta, onde as duas únicas coisas que ocupam sua cabeça são: se culpar pela morte de Cassie e continuar a perder peso. 
“O único número que seria suficiente é 0. Zero quilos, zero vida, tamanho zero, zero duplo, zero e ponto. Zerado é sinônimo de estar pronto para tudo.” (Pág. 213)
Garotas de Vidro é mais que uma história sobre distúrbios alimentares. O livro também trata de autopercepção, depressão, culpa, o modo como nos relacionamos com nosso próprio passado, a busca pela perfeição e pela própria identidade. Para Lia, ser quem ela é ser magra. 
“Eu falhei ao não conseguir comer, nem tomar nada, e ao não conseguir me impedir de me cortar em retalhos. Falhei na amizade. Falhei na relação com minha irmã e também como filha. Falhei em relação a espelhos, balanças e telefonemas.” (Pág. 221)
Quanto à escrita, o livro é narrado em primeira pessoa, o que foi muito favorável à história. A sensação que temos é de estar dentro da cabeça de Lia, sentindo o que ela está sentindo. O inicio pode ser bastante confuso, a autora usa muitas metáforas, algumas até meio sem sentido. Felizmente, à medida que a história avança, conseguimos entender mais sobre Lia e nos acostumar com a narrativa, que é simplesmente viciante. Os personagens foram todos bem criados e aproveitados, destaque, claro, para a Lia. 
“Quero dormir e não acordar, mas não quero morrer. Quero comer como uma pessoa normal, mas preciso ver meus ossos ou vou me odiar ainda mais e poderei arrancar meu coração ou tomar todos os comprimidos já fabricados na história.” (Pág. 197)
Foi por causa da narrativa que consegui ler o livro em pouco tempo. Não vou mentir, Garotas de Vidro é um livro bem impactante e pesado. Você tem que estar realmente envolvido com a história para curtir a leitura. O interessante do livro é entrar na cabeça de uma garota anoréxica e entender todos os lados da doença. Desde os sintomas as causas. Garotas de Vidro não julga quem está certo ou errado ou quem causou a doença. Por exemplo, na cabeça de Lia os pais não se importam com ela, mas conforme a história avança percebemos o quanto eles estão sofrendo pela filha.

Garotas de Vidro nós faz perceber o quanto a busca pela beleza e perfeição está presente no nosso dia a dia e o mais importante, o quanto ela pode nos fazer mal. Mesmo que talvez não tenhamos nenhum distúrbio como o de Lia, conseguimos entender (e até perceber em nós mesmos) o quanto a garota sofre por não ser magra e quanto ela quer se encaixar nos padrões de beleza. Esse é um livro que eu recomendo para aqueles que gostam de histórias baseadas em problemas e conflitos reais. 

Particularmente, acho que esse livro deveria ser lido por todo adolescente, já que nós estamos mais suscetíveis a problemas gerados pela busca pela nossa identidade e por fazer parte do “grupo”. 
“Meu nome é Lia. Minha mãe é Chloe, meu pai é o David. E minha irmã, a Emma. E tem a Jennifer. Minha mãe consegue colocar as mãos dentro do peito aberto de estranhos e consertar seus corações quebrados, mas não sabe de que tipo de música eu gosto. Meu pai acha que tenho 11 anos. A mulher dele cumpre suas promessas. Ela me trouxe uma irmã que está me esperando voltar para casa e brincar. Meu nome é Lia.” (Pág. 259)

Comente com o Facebook:

48 comentários:

  1. Parabéns de verdade pela resenha! *o* Hoje eu li uma resenha um pouco negativa desse livro, e agora li uma que me deu uma louca vontade de lê-lo. Então é aquele negócio né? Só posso dizer minha opinião mesmo, quando eu ler (; E acho que vale a leitura, vou comprar. Quem sabe eu leia logo hehe
    Lindo post, e maravilhosa sua resenha ♥
    Sucesso SEMPRE, até breve, beeijão :*

    Ewerton Lenildo - Academia de Leitura
    papeldeumlivro.blogspot.com
    @Papeldeumlivro

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Acredita que vou postar resenha desse livro amanhã?! Parece até que a gente combinou!
    Sua resenha está perfeita! E acabamos concordando em vários pontos. Eu também não curti muito as metáforas, mas gostei bastante do livro.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  3. Acho essa doença muito triste e ser abordada numa historia dessa forma despertou minha curiosidade, principalmente com esse toque "assombrado" hehehe

    Acho que esse livro ja ta na minha lista de desejados la no skoob, mas vou conferir. Só não entendi bem o que a historia tem a ver com o titulo. Adorei a resenha. A primeira que leio desse livro.

    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  4. Show de bola. Esse é um livro que rstá na minha lista de compras e já sabia que se tratava de um assunto bem polêmico. Agora com a sua resenha, sei que as coisas são ainda melhores. Arrasou na resenha como sempre. Bjão

    www.perdidasnabiblioteca.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei La ^^ Agora estou com muita vontade de ler esse livro, simplesmente preciso *-*

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    blogkimygabrielli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Amei a resenha!
    Esse livro parece ser bem chocante mesmo!
    Vou lê-lo em breve.
    Bjs!
    Zilda
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  7. Adorei sua resenha, mas confesso que a minha opinião sobre o livro é diferente. Achei um tanto fraco por se tratar de distúrbios alimentares. E no caso da Lia há o agravante - morte de Cassie -. Porém suas palavras definiram os pontos positivos do livro e isso foi bem legal.
    Beijos,
    http://laviestallieurs.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. ótima resenha, já tinha lido algumas, umas não tão positivas, bom é um assunto muitoo polêmico, e como vc mesma inicia a resenha. Quem nunca quis perder uns quilinhos?
    A questão é essa,até que ponto é saudavel essa busca por perder peso.
    Um ótimo tema,bastante visto na nossa realidade, porque o perfil da mulher bonita que a mídia nos dá é esse a mulher magra.

    ResponderExcluir
  9. Esse é um livro que eu querendo MUITO ler. Apesar de ser um livro considerado mais forte, até porque nos envolvemos muito com a personagem, fico querendo ler desesperadamente.
    Que bom que a narrativa do livro é boa viu? Isso é bem importante em um livro.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  10. Amei a conclusao da sua resenha:muito boa.Quero muito ler este livro,pois parece bem envolvente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho este livro, ainda não li pois sei que trata de um tema bem complexo. No momento não estou neste clima, mas também acho que os jovens deveriam ler.
    Parabéns pela resenha,

    Bjos!
    Cida
    http://www.moonlightbooks.net

    ResponderExcluir
  12. estou curiosíssima pra ler esse livro, pelo fato de que este tema não costuma ser abordado dessa forma...
    deve ser meio tenso mesmo ler algo assim, mas é bom pra gente compreender o que acontece com muitos a nossa volta, né?!
    alguém comentou aí em cima nos comentários sobre o título.. e mesmo sem ler o livro imagino que seja pelo fato dessas garotas, por conta da doença, serem tão frágeis e delicadas.. confere?!

    beijos
    rascunhoseborroes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. este livro deve ser muito bom! quero muito ler
    por falar sobre distúrbios e talz, acho uma temática meio difícil de se lidar né? mas quero ler, pq vi resenhas muito boas deste livro!

    ResponderExcluir
  14. ps: te linkei lá no meu blog!

    beijos
    agnes - rascunhos e borrões

    ResponderExcluir
  15. Ainda não li, pois o meu ainda não chegou, mas a cada resenha que leio fico mais curiosa, pois trata de um tema tão polêmico e ao mesmo tempo interessante e que está presente no nosso dia a dia.

    ResponderExcluir
  16. Amei a Resenha, a estória deve ser fascinante, daquelas de quando a gente acaba de ler bate aquela emoção rs.
    A capa é linda, e essa é primeira impressão de que tem dentro do livro, bem recomendável para adolescente que passam por isso.

    ResponderExcluir
  17. Estava procurando uma resenha sobre esse livro e me deparei com seu blog e gostei muito da sua resenha, é um livro que pretendo ler em breve e que darei uma oportunidade mesmo que não seja o tipo de tema que gosto mas é muito interessante saber mais sobre esse tema de uma maneira divertida. Uma história envolvendo esse assunto parece legal. Cassie fica assombrando a Lia e isso aumenta a sua obsessão pela magreza, mas a amiga morreu por causa de que?? aaaa quero saber. Então mais um motivo para querer ler logo ^^

    ResponderExcluir
  18. Gostei muito desse livro, como você sabe eu já li esse livro e achei muito interessante e um pouco perturbador.

    Abraços
    http://entrepaginasdelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Estou mais do que ansiosa para ler esse livro. Quero muito traçar um perfil psicológico dessa protagonista.

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Eu gostei da capa desse livro quando a vi, não imaginava que o livro falava sobre magreza.
    O tema é bem atual e tudo o mais, mas acho que não seria um livro que eu leria, o assunto não chama muito a minha intenção...
    Sua resenha tá muito boa, mas quando você falou que é uma leitura pesada...bem aí tive certeza que não é pra mim.

    ResponderExcluir
  21. Cada resenha que eu leio sobre esse livro aumenta ainda mais a minha vontade de lê-lo, parece ser uma história muito emocionante, anorexia e bulimia são assuntos muitos sérios e embora já estejam meio batidos eu nunca soube se um livro que falasse sobre ele.
    Abraços.

    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Gostei da sua resenha, fiquei interessada pelo livro.

    ResponderExcluir
  23. Olá,

    Amei a sua resenha, já tinha lido outras, mas sei lá, a sua me impactou de uma maneira diferente. É uma leitura que talvez eu não faria, pois não gosto muito desses assunto pesados e saber que é real em muitas famílias me deixa mais triste ainda.
    Adorei as citações que você selecionou, ajudou muito no resultado final da resenha.

    Beijos,
    Nane
    http://emsintoniacomoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Esse deve ser um livro bem profundo, por tratar desse tema. Já tive amigas que sofreram de anorexia e bulimia, pelo que passei com elas posso ver que se tivessem tido a oportunidade de ler um livro assim, seria diferente. Ah adorei a resenha :]

    ResponderExcluir
  25. Já li alguns post em vários blogs sobre esse livro e sua história, fiquei curiossisima vou ler concerteza!

    ResponderExcluir
  26. Adorei a resenha, o livro realmente é muito interessante! =D

    Bjooos

    ResponderExcluir
  27. Adoreeei a resenha.. to suuper curiosa pra ler esse livro.. Participando da promo, espero ganhar!
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Desde que foi lançado que quero ler este livro. Um assunto muito atual.

    ResponderExcluir
  29. Esse é um livro que eu querendo MUITO ler. Apesar de ser um livro considerado mais forte.

    ResponderExcluir
  30. Estou super interessada nesse livro e nao e de hoje , amei a resenha !!

    ResponderExcluir
  31. A cada vez que eu leio uma resenha aqui sinto mais vontade ainda de ler tal livro. Parabéns.

    ResponderExcluir
  32. Fica difícil não se preocupar excessivamente com a aparência. Ela vale mais do que o caráter... Triste ser escrava dos padrões que a mídia impõe. Tem que ser mãe, casar com um príncipe, malhar pra não deixar tudo cair e se dar bem na carreira.

    ResponderExcluir
  33. A resenha mais completa e bem redigida que li de "Garotas de Vidro". Parabéns! :)

    Adoro livros sobre temas psicológicos - transtornos e doenças em geral. Esse é um dos lançamentos da Novo Conceito que mais me interessam no momento.

    ResponderExcluir
  34. Não sei porque, mas eu fico toda arrepiada quando leio a sinopse desse livro... quando euleio as resenhas então, nossa! As publicações da Novo Conceito como sempre me surpreendendo positivamente.

    ResponderExcluir
  35. Quero muito ler esse livro, li resenhas muito positivas sobre eles, ansiosa pela leitura.

    Parabéns pela ótima resenha,

    ResponderExcluir
  36. Necessito urgente desse livro,cada resenha que vejo sob esse livro,fico mais encantada *_*! Esperando alguma promoção pra poder comprar \o

    ResponderExcluir
  37. Jpa li várias resenhas e participei de uma coletiva com o tema Corpo de Mulher que inspirada pelo livro. Quero muito ler e apesar de ser uma história triste aborda um tema que é de suma importância. Gostei muito de como você narra a resenha o que nos leva a querer ler e sentir de perto essa história.

    ResponderExcluir
  38. Eu adorei essa resenha, estou louca pra ler esse livro.
    Bjos

    ResponderExcluir
  39. Amei a resenha , quero muito ler o livro ....
    parece bem interessante

    ResponderExcluir
  40. Parabéns pela resenha! Já havia lido algumas opiniões acerca do "Garotas de Vidro"... Mas, devo dizer que agora, estou ainda mais curiosa para ler este livro, e conhecer a história de Lia e Cassie.

    ResponderExcluir
  41. Não sei porque, mas sempre que penso na história que contém nesse livro, fico agoniada por não poder lê-lo logo. Eu amei o tema, a capa foi super bem produzida pela NC e o título... Eu gostei demais! Espero que esse livro entre na minha pequena fila de favoritos, porque realmente o assunto chamou bastante atenção.

    ResponderExcluir
  42. Oi...

    Faz horas quero ler esse livro e com a sua resenha maravilhosa só me deu mais vontade... Eu adorei a sinopsia desse livro...

    ResponderExcluir
  43. Gostei muito da sua resenha.. Eu quero muito ler esse livro, antes a sinopsia já me agradava e agora pela a sua resenha eu vi que o livro merece ser lido.. tomara que eu ganhe para ler... =/

    ResponderExcluir
  44. Amei a resenha \o/
    O livro parece ser Otimo jah que se trata de um tema tao delicado como a anorexia, que hj atinge mais da metade da populaçao principalmente os adolescentes...E como vc disse: " O interessante do livro é entrar na cabeça de uma garota anoréxica e entender todos os lados da doença. Desde os sintomas as causas"

    Bjssss... :D
    Nome de Seguidora Do Blog: Erika

    ResponderExcluir
  45. Desde que vi a proposta deste livro, fiquei encantada. É um tema difícil e complicado de ser abordado. E se a autora conseguiu a sensibilidade e discernimento em suas palavras, já tem seu mérito.
    Não sei se todas as pessoas são capazes criar empatia com esta doença, mas acho que é no mínimo importante tentar entender o que se passa na cabeça das pessoas e não só julgar.
    bjs

    ResponderExcluir
  46. parabens pela resenha bem descritiva, gostei demais! cada vez fico com um lista enorma de livros para le

    ResponderExcluir
  47. Boa essa história. Ainda não li o meu mas achei bem legal. Espero uma boa leitura dele, eu gostei.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog! Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.

(Você também pode entrar em contato comigo por e-mail, formulário ou pelas redes sociais. Saiba mais na página "Contato".)